Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 772
ANÁLISE DE CHECK-LIST APLICADO EM UNIDADES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE HOSPITAIS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB

Palavra-chaves: CHECK-LIST, QUALIDADE SANITÁRIA, UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO HOSPITALAR, HIGIENIZAÇÃO Comunicação Oral (CO) AT-06: NUTRIÇÃO Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O ambiente hospitalar é o lugar de tratamento e recuperação de doentes. Tais infecções podem ser derivadas, também, dos alimentos oriundos da Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) do hospital. As dietas têm um papel fundamental na recuperação do paciente, mas, para que não atuem de maneira inversa é preciso que se tenha atenção na preparação dessas refeições. O nutricionista tem acesso ao Manual de Boas Práticas, que é um instrumento que define os pontos críticos de controle para a Segurança Alimentar e as ações adotadas para tornar mínimos os possíveis erros. O presente estudo teve como objetivo avaliar as condições higiênico-sanitárias de trabalho no setor de Alimentação, Nutrição e Dietética em dois hospitais públicos do município de João Pessoa/PB. Tratou-se de um estudo de campo, de caráter observacional, descritivo e transversal, realizado em duas unidades de alimentação hospitalares, com aplicação de Check-List disponibilizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), contendo questões que englobavam tanto na parte sanitária, quanto higiênicas de acordo com o ambiente do setor de trabalho para empresas produtoras de refeições. Após a aplicação do check – list, a análise de dados foi realizada dividindo os Hospitais em A e B respectivamente, dando ênfase nos pontos que não eram correspondidos ao que a ANVISA estabelece como adequado para o setor. De acordo com os resultados obtidos, o hospital A apresentou 79% das normas atendidas, enquanto que o hospital B apresentou um percentual superior de 83%, segundo os parâmetros da ANVISA. Em relação às normas não atendidas, o hospital A e o hospital B apresentaram baixos percentuais, com 21% e 17%, respectivamente. Concluiu-se deste modo, que o desenvolvimento das atividades nas unidades de alimentação hospitalares apresentou níveis de atendimento das normas satisfatório, favorecendo o bom funcionamento e atendimento de qualidade aos pacientes, assegurando a saúde dos mesmos. É importante salientar que a maioria dos quesitos necessários e destinados a uma UAN hospitalar foram atendidos com relação às normas padronizadas pela ANVISA, os locais das visitas, com suas respectivas dificuldades, estas foram contornadas pelas UANs, para a mais adequada possível operacionalização das tarefas, além de que, os serviços são realizados em função de uma população enferma, então os cuidados devem ser redobrados, para assim atender as necessidades dos pacientes.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.