Artigo Anais ABRALIC

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

Visualizações: 189
AS MÁSCARAS DE SYLVIA PLATH E A TEATRALIZAÇÃO DO EU: UMA INTERPRETAÇÃO PSICOCRÍTICA

Resumo

Neste trabalho propomos uma análise psicanalítica de algumas das poesias de Sylvia Plath, destacando seu envolvimento com o grupo de Poesia da Experiência, que partia da manipulação das vivencias individuais e de um trabalho psicoterapêutico para fazer literatura e promover uma teatralização do eu através de construções imagéticas e textuais. Para isso, debruçamo-nos em alguns dos seus poemas de caráter confessional para esmiuçar as particularidades das máscaras do sujeito poético em relação às imagens, referências históricas e pessoais, que são usadas pela poetisa norte-americana como matéria-prima, buscando identificar, a partir das teorias de Sigmund Freud, representações de problemáticas psicológicas, concebidas em sua poética através da técnica da auto-ficção do eu.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.