Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 151
REFLEXÕES EPISTEMOLÓGICAS SOBRE A “IMPRENSA GAY” COMO CAMPO DE INVESTIGAÇÃO

Palavra-chaves: IMPRENSA GAY, GÊNERO, SEXUALIDADE, DISCURSOS, DISCURSOS Comunicação Oral (CO) Gênero, Sexualidades e Produção do conhecimento.

Resumo

O artigo propõe, a partir da experiência de realização de uma pesquisa doutoral (2010-2014) sobre a imprensa gay no Brasil, refletir sobre questões fundamentais na demarcação desse universo de publicações como campo de investigação. Toma-se como ponto de partida a necessidade de, mesmo reconhecendo sua validade e importância na construção de uma visibilidade para esse campo editorial, “dessencializar” a designação de um segmento de imprensa como “gay”, refletindo sobre os potenciais e os limites desse referencial identitário; contribuir para reflexões sobre estratégias teórico-metodológicas de análise de textos, discursos e práticas sociais associados à imprensa gay, em particular a contribuição de uma perspectiva queer; explicitar a relevância deste universo de publicações como “tecnologias de gênero”, em correlação aos processos mais amplos de construção e reelaborações das dinâmicas identitárias e das políticas sexuais e de gênero no Brasil.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.