Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

PARA ALÉM DA CIDADE LETRADA: NARRATIVA HOMOERÓTICA

Palavra-chaves: LITERATURA, CIDADE LETRADA, HOMOEROTISMO Pôster (PO) Imaginário e gênero na literatura Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

No início da década de sessenta do século passado surgiu, em Buenos Aires, uma novela que, embora tenha sido bastante inovadora em seu tema, não entrou para a lista do que se denomina boom da literatura latino-americana. Com o título de Asfalto, o escritor argentino Renato Pellegrini inovou, não somente em termos de narrativa - dando voz a um personagem fora da cidade letrada (Rama, 1982) - mas, sobretudo, pela ousadia de trazer para dentro dessa cidade um excluído, ou seja, um adolescente vindo do interior que, ao percorrer as ruas da capital argentina, entra no labirinto de sua sexualidade que de se vai (des)velando em uma trama homoerótica. Nos percursos urbanos do personagem, podemos perceber seus conflitos e suas diversas relações com os diferentes sujeitos que lhe constituem identitariamente. Se isso pode parecer, atualmente, um tema comum ou banal, na época, a novela foi extremamente criticada pela imprensa portenha, considerada imoral, os exemplares foram confiscados, sem valor literário, além de um processo judicial que sofreu o autor. Desse modo, esse trabalho propõe discutir a importância e a contribuição da novela de Pellegrini, não somente para a discussão da homossexualidade, mas também para a constituição da literatura latino-americana.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.