Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 218
Ó JOSÉ, TU OCUPAS O LUGAR DA MULHER?

Palavra-chaves: ADÉLIA PRADO, POESIA, IDENTIDADE Comunicação Oral (CO) Estudos literários, Gênero e Sexualidades Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar como as imagens do feminino e masculino são desmitificadas no poema Ó José, da poeta Adélia Prado. Ao mesmo tempo em que a voz poética (des) constrói a imagem feminina, ela (re) constrói a imagem masculina. Dessa forma, a identidade dos sujeitos e o papel social que eles ocupam são permutadas. Portanto, é pretensão deste trabalho refletir sobre os papéis sociais que os homens e as mulheres têm assumido a partir do modelo familiar burguês à contemporaneidade. Buscando, pois, identificar como essas mudanças têm contribuindo para a formação de um novo modelo familiar, no qual não só a mulher, mas também o homem deve resignar-se e submeter-se aos desafios da vida conjugal, para que assim seu casamento possa ser mantido. Como aporte teórico para fundamentar estas discussões, recorreu-se às contribuições de Bauman (2005), Bischof (2005) e D’Incao (2010).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.