Artigo Anais I CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS ESPÉCIES PARAIBANAS DA “ALIANÇA TABEBUIA” E TRIBO JACARANDEAE (BIGNONIACEAE)

Palavra-chaves: BIOGEOGRAFIA, LAMIALES, NEOTRÓPICOS Pôster (PO) Biologia Geral
"2016-06-01 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 18145
    "edicao_id" => 41
    "trabalho_id" => 503
    "inscrito_id" => 541
    "titulo" => "PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS ESPÉCIES PARAIBANAS DA “ALIANÇA TABEBUIA” E TRIBO JACARANDEAE (BIGNONIACEAE)"
    "resumo" => "A família Bignoniaceae é pantropical e subtropical, inclui 82 gêneros e 827 espécies alocadas em oito clados principais: Bignonieae, Catalpeae, Clado Paleotropical, Jacarandeae, Oroxyleae, Tabebuia Alliance, Tecomeae e Tourrettieae. Para a Paraíba, a tribo Jacarandeae encontra-se representada pelo gênero Jacaranda Juss. (03 spp.), o clado “Aliança Tabebuia” incluindo os gêneros Handroanthus Mattos (05 spp.) e Tabebuia Gomes ex DC. (04 spp.), e por Zeyheria Mart. (01 sp.). A análise dos padrões de distribuição geográfica é uma importante ferramenta na definição dos graus de endemismo, inferindo diretamente na indicação de áreas prioritárias para conservação. O presente trabalho visou estudar os padrões de distribuição geográfica das espécies da “Aliança Tabebuia” e da tribo Jacarandeae que ocorrem na Paraíba e, desse modo, contribuir para o conhecimento da história biogeográfica de Bignoniaceae como um todo. A distribuição das espécies estudadas fundamentou-se em coleções incorporadas a herbários nacionais, especialmente da Paraíba, e um do exterior. Para a análise da distribuição foi adotada bibliografia especializada, e também amostras obtidas durante excursões de coletas feitas em todas as mesorregiões da Paraíba. Os padrões biogeográficos foram verificados de acordo com espécimes examinados e a literatura taxonômica de Bignoniaceae. De maneira geral, as espécies dos clados “Aliança Tabebuia” e Jacarandeae encontradas na Paraíba ocorrem em todos os estados e regiões do país e apresentaram três tipos de distribuição geográfica associados a cinco das nove províncias biogeográficas (Amazônica, Cerrado, Caatinga, Atlântica, Paraense). As espécies encontraram-se distribuídas nas regiões geopolíticas brasileiras da seguinte forma: Norte, com seis espécies; Nordeste, com 13, sendo duas espécies endêmicas dessa região; Centro-Oeste, com seis; Sudeste, com 11 e o Sul, representado por quatro espécies. Considerando as espécies registradas no presente trabalho, tanto a Província do Cerrado quanto a Província da Caatinga englobam dez espécies cada um, sendo Jacaranda rugosa exclusiva do bioma Caatinga, enquanto a Província Atlântica possui a maior riqueza de espécies (12). São apresentadas tabelas, mapas e discussões sobre a distribuição e respectivos padrões biogeográficos reconhecidos."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Biologia Geral"
    "palavra_chave" => "BIOGEOGRAFIA, LAMIALES, NEOTRÓPICOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV058_MD4_SA94_ID541_17052016154314.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:20:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ISABELLA  JOHANES NASCIMENTO BRITO"
    "autor_nome_curto" => "I. JOHANES "
    "autor_email" => "bellajohanes1@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais I CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2016"
    "edicao_logo" => "5e49fdc4b2730_16022020234316.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1841adc3860_22072020103957.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-01 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 18145
    "edicao_id" => 41
    "trabalho_id" => 503
    "inscrito_id" => 541
    "titulo" => "PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS ESPÉCIES PARAIBANAS DA “ALIANÇA TABEBUIA” E TRIBO JACARANDEAE (BIGNONIACEAE)"
    "resumo" => "A família Bignoniaceae é pantropical e subtropical, inclui 82 gêneros e 827 espécies alocadas em oito clados principais: Bignonieae, Catalpeae, Clado Paleotropical, Jacarandeae, Oroxyleae, Tabebuia Alliance, Tecomeae e Tourrettieae. Para a Paraíba, a tribo Jacarandeae encontra-se representada pelo gênero Jacaranda Juss. (03 spp.), o clado “Aliança Tabebuia” incluindo os gêneros Handroanthus Mattos (05 spp.) e Tabebuia Gomes ex DC. (04 spp.), e por Zeyheria Mart. (01 sp.). A análise dos padrões de distribuição geográfica é uma importante ferramenta na definição dos graus de endemismo, inferindo diretamente na indicação de áreas prioritárias para conservação. O presente trabalho visou estudar os padrões de distribuição geográfica das espécies da “Aliança Tabebuia” e da tribo Jacarandeae que ocorrem na Paraíba e, desse modo, contribuir para o conhecimento da história biogeográfica de Bignoniaceae como um todo. A distribuição das espécies estudadas fundamentou-se em coleções incorporadas a herbários nacionais, especialmente da Paraíba, e um do exterior. Para a análise da distribuição foi adotada bibliografia especializada, e também amostras obtidas durante excursões de coletas feitas em todas as mesorregiões da Paraíba. Os padrões biogeográficos foram verificados de acordo com espécimes examinados e a literatura taxonômica de Bignoniaceae. De maneira geral, as espécies dos clados “Aliança Tabebuia” e Jacarandeae encontradas na Paraíba ocorrem em todos os estados e regiões do país e apresentaram três tipos de distribuição geográfica associados a cinco das nove províncias biogeográficas (Amazônica, Cerrado, Caatinga, Atlântica, Paraense). As espécies encontraram-se distribuídas nas regiões geopolíticas brasileiras da seguinte forma: Norte, com seis espécies; Nordeste, com 13, sendo duas espécies endêmicas dessa região; Centro-Oeste, com seis; Sudeste, com 11 e o Sul, representado por quatro espécies. Considerando as espécies registradas no presente trabalho, tanto a Província do Cerrado quanto a Província da Caatinga englobam dez espécies cada um, sendo Jacaranda rugosa exclusiva do bioma Caatinga, enquanto a Província Atlântica possui a maior riqueza de espécies (12). São apresentadas tabelas, mapas e discussões sobre a distribuição e respectivos padrões biogeográficos reconhecidos."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Biologia Geral"
    "palavra_chave" => "BIOGEOGRAFIA, LAMIALES, NEOTRÓPICOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV058_MD4_SA94_ID541_17052016154314.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:20:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ISABELLA  JOHANES NASCIMENTO BRITO"
    "autor_nome_curto" => "I. JOHANES "
    "autor_email" => "bellajohanes1@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais I CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2016"
    "edicao_logo" => "5e49fdc4b2730_16022020234316.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1841adc3860_22072020103957.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-01 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 01 de junho de 2016

Resumo

A família Bignoniaceae é pantropical e subtropical, inclui 82 gêneros e 827 espécies alocadas em oito clados principais: Bignonieae, Catalpeae, Clado Paleotropical, Jacarandeae, Oroxyleae, Tabebuia Alliance, Tecomeae e Tourrettieae. Para a Paraíba, a tribo Jacarandeae encontra-se representada pelo gênero Jacaranda Juss. (03 spp.), o clado “Aliança Tabebuia” incluindo os gêneros Handroanthus Mattos (05 spp.) e Tabebuia Gomes ex DC. (04 spp.), e por Zeyheria Mart. (01 sp.). A análise dos padrões de distribuição geográfica é uma importante ferramenta na definição dos graus de endemismo, inferindo diretamente na indicação de áreas prioritárias para conservação. O presente trabalho visou estudar os padrões de distribuição geográfica das espécies da “Aliança Tabebuia” e da tribo Jacarandeae que ocorrem na Paraíba e, desse modo, contribuir para o conhecimento da história biogeográfica de Bignoniaceae como um todo. A distribuição das espécies estudadas fundamentou-se em coleções incorporadas a herbários nacionais, especialmente da Paraíba, e um do exterior. Para a análise da distribuição foi adotada bibliografia especializada, e também amostras obtidas durante excursões de coletas feitas em todas as mesorregiões da Paraíba. Os padrões biogeográficos foram verificados de acordo com espécimes examinados e a literatura taxonômica de Bignoniaceae. De maneira geral, as espécies dos clados “Aliança Tabebuia” e Jacarandeae encontradas na Paraíba ocorrem em todos os estados e regiões do país e apresentaram três tipos de distribuição geográfica associados a cinco das nove províncias biogeográficas (Amazônica, Cerrado, Caatinga, Atlântica, Paraense). As espécies encontraram-se distribuídas nas regiões geopolíticas brasileiras da seguinte forma: Norte, com seis espécies; Nordeste, com 13, sendo duas espécies endêmicas dessa região; Centro-Oeste, com seis; Sudeste, com 11 e o Sul, representado por quatro espécies. Considerando as espécies registradas no presente trabalho, tanto a Província do Cerrado quanto a Província da Caatinga englobam dez espécies cada um, sendo Jacaranda rugosa exclusiva do bioma Caatinga, enquanto a Província Atlântica possui a maior riqueza de espécies (12). São apresentadas tabelas, mapas e discussões sobre a distribuição e respectivos padrões biogeográficos reconhecidos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.