Artigo Anais I CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

INFLUÊNCIA DA DOSAGEM DE H2O2 NA LEI DE VELOCIDADE DE REAÇÃO DO FOTO-FENTON NA DEGRADAÇÃO DO ÍNDIGO BLUE

Palavra-chaves: FOTO-FENTON, DEGRADAÇÃO DE CORANTES, PROCESSOS OXIDATIVOS AVANÇADOS, TRATAMENTO DE EFLUENTES, TRATAMENTO DE EFLUENTES Comunicação Oral (CO) Engenharia Sanitária e Ambiental Publicado em 01 de junho de 2016

Resumo

O Foto-fenton é um Processo Oxidativo Avançado que emprega a combinação de Fe2+/H2O2/UV na geração de radicais hidroxila e tem se destacado pela alta capacidade de mineralização da matéria orgânica. Diversas pesquisas envolvendo Foto-fenton na degradação de corantes em efluente têxtil e outros contaminantes aplicam diferentes proporções entre Fe2+:H2O2 buscando os maiores níveis de degradação. O presente trabalho desenvolveu um estudo sobre a influência da dosagem de H2O2 na velocidade de reação de Foto-fenton aplicado na degradação do corante têxtil índigo blue (IB), analisando carbono orgânico total (COT). O sistema experimental envolveu um reator de fluxo pistonado operando em regime batelada, equipado com lâmpada UV de 90 W; o reator possuía volume util de 1,8 L, e recirculava um volume total de 10 L com auxilo de um tanque de armazenamento e uma bomba. Preparou-se um efluente de estudo contendo IB, e durante as cinéticas de degradação analisou-se o COT nos tempos 0, 5, 15, 30 e 60 mim. A dosagem de Fe2+ e a concentração de IB foram fixadas em, respectivamente, 2 mmol/L e 25 ppm. Aplicou-se dosagens de H2O2 6, 12 e 24 mmol/L, e foi empregando o método diferencial para obtenção da lei de taxa de reação. Desta forma, foi possível obter o valor da Constante de velocidade (K), e a ordem de reação (N) para cada dosagem de H2O2 empregada. De acordo com os dados obtidos, para estas condições estudadas, a ordem de reação tem uma relação linear (R²=0,98) inversamente proporcional com a dosagem de H2O2 empregada, expressa por N=(-0,6158[H2O2]+11,803). Em relação ao K, verificou-se que Ln(K) tem uma relação linear (R²=1) inversamente proporcional com o valor de N e expressa pela equação N=(-1,1155.Ln(K)-2,7796), assim, Ln(K) aumenta com o aumento da dosagem de H2O2 empregada. Desta forma, foi possível concluir que mesmo o H2O2 estando em excesso em relação ao Fe2+, a variação desse reagente modificou a velocidade de reação, de forma diretamente proporcional, fato que pode ser explicado pela etapa de reação que envolve a fotólise de H2O2.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.