Artigo Anais ABRALIC

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

Visualizações: 195
DUAS LARANJAS MECÂNICAS: TRANSCRIAÇÃO, LITERATURA E MÚSICA

Resumo

A transcriação, conforme proposta por Haroldo de Campos, aponta para o desafio da tradução de obras literárias como a tarefa de criar uma obra paralela, mas recíproca ao original. Embora sua proposta seja, em sentido estrito, relacionada à literatura, pode-se ampliá-la para a abordagem de obras produzidas a partir de textos literários. Nesse sentido, gostaria de confrontar o romance “Laranja Mecânica”, do escritor inglês Anthony Burgess, e o álbum musical “A-Lex”, da banda brasileira Sepultura. O eixo condutor desse confronto será a transformação de um texto em prosa – o romance – para um texto musicado em versos – o álbum – , observando as peculiaridades estruturais de cada gênero. A análise deverá demonstrar, finalmente, um dos aspectos apontados pelo teórico brasileiro – a importância do fator semântico na transcriação. Dessa forma, pretendo concluir que a releitura musical feita pelo grupo Sepultura se pauta pela observação desse fator, recriando a atmosfera sombria e perversa do texto original e produzindo um material dotado de notável efeito estético.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.