Artigo Anais II CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA EM QUÍMICA UTILIZANDO MODELOS MOLECULARES FEITOS COM GARRAFAS PET

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO AMBIENTAL, MODELOS MOLECULARES, GARRAFAS PET Pôster (PO) / Poster Submission Educação Ambiental
"2015-10-14 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 15802
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1452
    "inscrito_id" => 7827
    "titulo" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA EM QUÍMICA UTILIZANDO MODELOS MOLECULARES FEITOS COM GARRAFAS PET"
    "resumo" => "A preocupação em inserir a educação ambiental nas aulas de química, de forma atrativa e que integrasse a educação para a sustentabilidade e a preservação ambiental, além da busca por metodologias facilitadoras para o ensino de química nas escolas, levou os bolsistas PIBID-Química a realizarem avaliar uma estratégia didática de educação ambiental em aulas de química, realizamos uma oficina pedagógica sobre modelagem molecular utilizando garrafas PET - poli(tereftalato de etileno) - como parte integrante de uma pesquisa em andamento que tem como objetivo avaliar as possibilidades de inserção da educação ambiental em aulas de química. A oficina, com duração de quatro horas, foi aplicada a uma turma de terceiro ano do Ensino Médio, na Semana do Meio Ambiente da Escola Estadual Padre Hildon Bandeira em João Pessoa-PB. Primeiro, foi apresentado um seminário acerca dos variados tipos de poluição, dando ênfase às principais moléculas de poluentes atmosféricos, bem como a estrutura molecular do PET e as vantagens de sua reciclagem. Em seguida, os alunos assistiram vídeos mostrando várias situações do cotidiano que podemos evitar para contribuir com a preservação ambiental. Assim, os alunos puderam analisar cada uma delas e em seguida, expressar sua opinião por meio de debates promovidos pelos bolsistas PIBID-Química. Na próxima etapa, a turma foi dividida em grupos que se encarregaram de fazer uma molécula ou parte dela. Ao total, foram feitas as moléculas dos poluentes: metano, dióxido de carbono, óxido nitroso, como também a da água e do PET. Ao término da confecção das moléculas foi aplicado um questionário individual a todos os alunos participantes, cujas respostas foram avaliadas por meio da metodologia de análise de conteúdo. Durante as atividades, principalmente a de produção das moléculas, percebeu-se um envolvimento e interesse dos alunos. De acordo com as respostas às questões discursivas, verificou-se a preferência de todos por uma aula mais interativa e participativa, onde se pode conciliar teoria e prática, como também relacionar o conteúdo com o cotidiano, em oposição à metodologia tradicional. Porém, a parte conceitual deixou a desejar, pois os alunos tiveram pouco êxito na interpretação das questões que envolviam conceitos químicos. A metodologia aplicada possibilitou aos alunos a conscientização sobre a conservação do meio ambiente e de que forma eles têm colaborado para isso. No entanto, avaliamos que os conceitos científicos devem ser explorados em maiores detalhes, de modo a salientar as relações entre a química e o meio ambiente. Nas próximas etapas desta pesquisa, pretendemos inserir esta estratégia didática em aulas regulares de química na escola, assim como outras estratégias semelhantes que envolvam o meio ambiente como tema transversal."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "Educação Ambiental"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL, MODELOS MOLECULARES, GARRAFAS PET"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD4_SA10_ID7827_06092015183256.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:01"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:04"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANA PAULA TEIXEIRA DE OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "ANA PAULA"
    "autor_email" => "anapaulaoliveira.quimica@"
    "autor_ies" => "UFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 15802
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1452
    "inscrito_id" => 7827
    "titulo" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA EM QUÍMICA UTILIZANDO MODELOS MOLECULARES FEITOS COM GARRAFAS PET"
    "resumo" => "A preocupação em inserir a educação ambiental nas aulas de química, de forma atrativa e que integrasse a educação para a sustentabilidade e a preservação ambiental, além da busca por metodologias facilitadoras para o ensino de química nas escolas, levou os bolsistas PIBID-Química a realizarem avaliar uma estratégia didática de educação ambiental em aulas de química, realizamos uma oficina pedagógica sobre modelagem molecular utilizando garrafas PET - poli(tereftalato de etileno) - como parte integrante de uma pesquisa em andamento que tem como objetivo avaliar as possibilidades de inserção da educação ambiental em aulas de química. A oficina, com duração de quatro horas, foi aplicada a uma turma de terceiro ano do Ensino Médio, na Semana do Meio Ambiente da Escola Estadual Padre Hildon Bandeira em João Pessoa-PB. Primeiro, foi apresentado um seminário acerca dos variados tipos de poluição, dando ênfase às principais moléculas de poluentes atmosféricos, bem como a estrutura molecular do PET e as vantagens de sua reciclagem. Em seguida, os alunos assistiram vídeos mostrando várias situações do cotidiano que podemos evitar para contribuir com a preservação ambiental. Assim, os alunos puderam analisar cada uma delas e em seguida, expressar sua opinião por meio de debates promovidos pelos bolsistas PIBID-Química. Na próxima etapa, a turma foi dividida em grupos que se encarregaram de fazer uma molécula ou parte dela. Ao total, foram feitas as moléculas dos poluentes: metano, dióxido de carbono, óxido nitroso, como também a da água e do PET. Ao término da confecção das moléculas foi aplicado um questionário individual a todos os alunos participantes, cujas respostas foram avaliadas por meio da metodologia de análise de conteúdo. Durante as atividades, principalmente a de produção das moléculas, percebeu-se um envolvimento e interesse dos alunos. De acordo com as respostas às questões discursivas, verificou-se a preferência de todos por uma aula mais interativa e participativa, onde se pode conciliar teoria e prática, como também relacionar o conteúdo com o cotidiano, em oposição à metodologia tradicional. Porém, a parte conceitual deixou a desejar, pois os alunos tiveram pouco êxito na interpretação das questões que envolviam conceitos químicos. A metodologia aplicada possibilitou aos alunos a conscientização sobre a conservação do meio ambiente e de que forma eles têm colaborado para isso. No entanto, avaliamos que os conceitos científicos devem ser explorados em maiores detalhes, de modo a salientar as relações entre a química e o meio ambiente. Nas próximas etapas desta pesquisa, pretendemos inserir esta estratégia didática em aulas regulares de química na escola, assim como outras estratégias semelhantes que envolvam o meio ambiente como tema transversal."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "Educação Ambiental"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL, MODELOS MOLECULARES, GARRAFAS PET"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD4_SA10_ID7827_06092015183256.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:01"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:04"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANA PAULA TEIXEIRA DE OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "ANA PAULA"
    "autor_email" => "anapaulaoliveira.quimica@"
    "autor_ies" => "UFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 14 de outubro de 2015

Resumo

A preocupação em inserir a educação ambiental nas aulas de química, de forma atrativa e que integrasse a educação para a sustentabilidade e a preservação ambiental, além da busca por metodologias facilitadoras para o ensino de química nas escolas, levou os bolsistas PIBID-Química a realizarem avaliar uma estratégia didática de educação ambiental em aulas de química, realizamos uma oficina pedagógica sobre modelagem molecular utilizando garrafas PET - poli(tereftalato de etileno) - como parte integrante de uma pesquisa em andamento que tem como objetivo avaliar as possibilidades de inserção da educação ambiental em aulas de química. A oficina, com duração de quatro horas, foi aplicada a uma turma de terceiro ano do Ensino Médio, na Semana do Meio Ambiente da Escola Estadual Padre Hildon Bandeira em João Pessoa-PB. Primeiro, foi apresentado um seminário acerca dos variados tipos de poluição, dando ênfase às principais moléculas de poluentes atmosféricos, bem como a estrutura molecular do PET e as vantagens de sua reciclagem. Em seguida, os alunos assistiram vídeos mostrando várias situações do cotidiano que podemos evitar para contribuir com a preservação ambiental. Assim, os alunos puderam analisar cada uma delas e em seguida, expressar sua opinião por meio de debates promovidos pelos bolsistas PIBID-Química. Na próxima etapa, a turma foi dividida em grupos que se encarregaram de fazer uma molécula ou parte dela. Ao total, foram feitas as moléculas dos poluentes: metano, dióxido de carbono, óxido nitroso, como também a da água e do PET. Ao término da confecção das moléculas foi aplicado um questionário individual a todos os alunos participantes, cujas respostas foram avaliadas por meio da metodologia de análise de conteúdo. Durante as atividades, principalmente a de produção das moléculas, percebeu-se um envolvimento e interesse dos alunos. De acordo com as respostas às questões discursivas, verificou-se a preferência de todos por uma aula mais interativa e participativa, onde se pode conciliar teoria e prática, como também relacionar o conteúdo com o cotidiano, em oposição à metodologia tradicional. Porém, a parte conceitual deixou a desejar, pois os alunos tiveram pouco êxito na interpretação das questões que envolviam conceitos químicos. A metodologia aplicada possibilitou aos alunos a conscientização sobre a conservação do meio ambiente e de que forma eles têm colaborado para isso. No entanto, avaliamos que os conceitos científicos devem ser explorados em maiores detalhes, de modo a salientar as relações entre a química e o meio ambiente. Nas próximas etapas desta pesquisa, pretendemos inserir esta estratégia didática em aulas regulares de química na escola, assim como outras estratégias semelhantes que envolvam o meio ambiente como tema transversal.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.