Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 273
SEXUALIDADE NA GESTAÇÃO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Palavra-chaves: SEXUALIDADE, GRAVIDEZ, REVISÃO Pôster (PO) / Poster Submission Gênero, Sexualidades e Produção do conhecimento Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

A sexualidade pode ser compreendida como uma busca de prazer, carinho, sensação e bem estar. Não se resume apenas ao ato sexual, mas é um processo de aproximação, compreendida como produto de diferentes fatores e não apenas como derivada do funcionamento bio psíquico dos sujeitos. A adaptação da sexualidade durante o período gestacional depende de crenças, valores, maturidade bem como sentimentos a respeito da gravidez. A gestação afeta a família e principalmente a mulher, pois essa fase é caracterizada por mudanças e adaptações significativas. Sendo assim, é de fundamental importância o conhecimento dos principais fatores que interferem na sexualidade da gestante e o seu comportamento sexual. Diante do exposto, este estudo tem como objetivo caracterizar a produção científica a cerca da sexualidade no período gestacional, disseminada em periódicos online no âmbito da saúde no período de 2008 a 2015. O estudo proposto trata-se de uma revisão sistemática da literatura que tem como finalidade gerar um panorama das construções científicas acerca de uma temática específica. Como pergunta de pesquisa, questionou-se: Quais as características das produções científicas voltadas para o tema da sexualidade na gestação? Para responder a tal interrogativa, realizou-se um levantamento online na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), utilizando os descritores sexualidade e gestação, durante o mês de fevereiro de 2015. Foi estabelecido como critérios de inclusão: artigo completo ou editorial disponibilizado gratuitamente no banco de dados mencionado, no período de 2008 a 2015, publicados em português. A busca resultou em 82 artigos, dos quais 2 não eram trabalhos na íntegra, 54 não tinham a ver com a temática e 16 eram trabalhos repetidos, o que totalizou 72 artigos excluídos do presente estudo. Houve uma leitura criteriosa dos estudos selecionados para análise final, destacando-se em um instrumento de coleta de dados o ano de publicação dos artigos, o título dos trabalhos e a sumarização dos principais resultados. O estudo foi constituído por 10 publicações, sendo 1 editorial e 9 artigos originais, com maior número de trabalhos no ano de 2012, com 4 artigos. O estudo evidenciou que a sexualidade é um dos aspectos que valoriza o processo de gestar, mas tudo isso irá depender de como a mulher se percebe nessa etapa da vida. A sexualidade na gestação ainda é um tema difícil de ser abordado, pois a resposta sexual feminina é influenciada não apenas pelas mudanças corporais, mas também pelos aspectos socioculturais, pela falta de orientação adequada e ansiedade quanto ao parto e maternidade. Um profissional seguro e bem preparado pode atuar como um importante agente educativo e terapêutico no atendimento a casais com queixas sexuais. Sendo assim, é indispensável que a atuação do profissional de saúde seja voltada para a identificação dos fatores que interferem na vivência da sexualidade no período gestacional, com o objetivo de promover a saúde e o bem estar da gestante, minimizando a ansiedade e orientando-a da melhor forma, sanando dúvidas e desmistificando tabus, para que essa mulher possa usufruir todos os tipos de sensações e prazeres disponíveis nesse momento da sua vida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.