Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

SEXUALIDADE NA ESCOLA

Palavra-chaves: SEXUALIDADE, ESCOLA, CORPO Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Gênero, Sexualidades e Educação
"2015-06-03 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 10858
    "edicao_id" => 31
    "trabalho_id" => 207
    "inscrito_id" => 1182
    "titulo" => "SEXUALIDADE NA ESCOLA"
    "resumo" => "Este trabalho versa sobre o tratamento dado às questões da sexualidade numa Escola Estadual da cidade do Recife. Contribuíram para o estudo professores, mães e alunos do Ensino Médio da referida escola. A sexualidade é tomada aqui como algo que transcende a esfera corporal, sendo o seu estudo norteado pela perspectiva pós-estruturalista e, sobretudo, pela produção de Michel Foucault. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa que toma o método analítico interpretativo de Foucault, em que este é compreendido como uma maneira de indagação, assim como um agrupamento de estratégias analíticas de descrição. Foram utilizados dois instrumentos: a observação participante e a realização de entrevista de grupo focal. Na referida escola, a abordagem ao assunto sexualidade é regulada, sendo suas temáticas tratadas por um viés prioritariamente biológico. As demandas em relação ao tema recaem sobre o professor de Biologia, apontado como profissional habilitado a tratá-las. Considerar a relação que o docente tem com o tema e como o desenvolve junto a seus alunos foi um ponto importante nesse trabalho, pois consideramos que nenhum conhecimento é produzido de forma neutra. Para a maior parte dos participantes a discussão sobre sexualidade na escola volta-se para a prevenção de doenças que atinjam o corpo. Reconhecem que abordar abertamente o assunto não é tarefa simples, pois ao tratar questões referentes à sexualidade as pessoas também visitam sua intimidade. O tratamento reducionista dado à sexualidade se distancia das demandas dos participantes sobre o tema, assim como de uma perspectiva de problematização social e política."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Gênero, Sexualidades e Educação"
    "palavra_chave" => "SEXUALIDADE, ESCOLA, CORPO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV046_MD1_SA2_ID1182_24042015111105.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:14:41"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "VIRGÍNIA CAVALCANTI PINTO"
    "autor_nome_curto" => "VIRGÍNIA PINTO"
    "autor_email" => "giniapinto@yahoo.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xi-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XI CONAGES"
    "edicao_evento" => "XI Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d926732858_19022020165415.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1840e819853_22072020103640.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-03 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 10858
    "edicao_id" => 31
    "trabalho_id" => 207
    "inscrito_id" => 1182
    "titulo" => "SEXUALIDADE NA ESCOLA"
    "resumo" => "Este trabalho versa sobre o tratamento dado às questões da sexualidade numa Escola Estadual da cidade do Recife. Contribuíram para o estudo professores, mães e alunos do Ensino Médio da referida escola. A sexualidade é tomada aqui como algo que transcende a esfera corporal, sendo o seu estudo norteado pela perspectiva pós-estruturalista e, sobretudo, pela produção de Michel Foucault. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa que toma o método analítico interpretativo de Foucault, em que este é compreendido como uma maneira de indagação, assim como um agrupamento de estratégias analíticas de descrição. Foram utilizados dois instrumentos: a observação participante e a realização de entrevista de grupo focal. Na referida escola, a abordagem ao assunto sexualidade é regulada, sendo suas temáticas tratadas por um viés prioritariamente biológico. As demandas em relação ao tema recaem sobre o professor de Biologia, apontado como profissional habilitado a tratá-las. Considerar a relação que o docente tem com o tema e como o desenvolve junto a seus alunos foi um ponto importante nesse trabalho, pois consideramos que nenhum conhecimento é produzido de forma neutra. Para a maior parte dos participantes a discussão sobre sexualidade na escola volta-se para a prevenção de doenças que atinjam o corpo. Reconhecem que abordar abertamente o assunto não é tarefa simples, pois ao tratar questões referentes à sexualidade as pessoas também visitam sua intimidade. O tratamento reducionista dado à sexualidade se distancia das demandas dos participantes sobre o tema, assim como de uma perspectiva de problematização social e política."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Gênero, Sexualidades e Educação"
    "palavra_chave" => "SEXUALIDADE, ESCOLA, CORPO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV046_MD1_SA2_ID1182_24042015111105.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:14:41"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "VIRGÍNIA CAVALCANTI PINTO"
    "autor_nome_curto" => "VIRGÍNIA PINTO"
    "autor_email" => "giniapinto@yahoo.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xi-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XI CONAGES"
    "edicao_evento" => "XI Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d926732858_19022020165415.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1840e819853_22072020103640.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-03 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

Este trabalho versa sobre o tratamento dado às questões da sexualidade numa Escola Estadual da cidade do Recife. Contribuíram para o estudo professores, mães e alunos do Ensino Médio da referida escola. A sexualidade é tomada aqui como algo que transcende a esfera corporal, sendo o seu estudo norteado pela perspectiva pós-estruturalista e, sobretudo, pela produção de Michel Foucault. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa que toma o método analítico interpretativo de Foucault, em que este é compreendido como uma maneira de indagação, assim como um agrupamento de estratégias analíticas de descrição. Foram utilizados dois instrumentos: a observação participante e a realização de entrevista de grupo focal. Na referida escola, a abordagem ao assunto sexualidade é regulada, sendo suas temáticas tratadas por um viés prioritariamente biológico. As demandas em relação ao tema recaem sobre o professor de Biologia, apontado como profissional habilitado a tratá-las. Considerar a relação que o docente tem com o tema e como o desenvolve junto a seus alunos foi um ponto importante nesse trabalho, pois consideramos que nenhum conhecimento é produzido de forma neutra. Para a maior parte dos participantes a discussão sobre sexualidade na escola volta-se para a prevenção de doenças que atinjam o corpo. Reconhecem que abordar abertamente o assunto não é tarefa simples, pois ao tratar questões referentes à sexualidade as pessoas também visitam sua intimidade. O tratamento reducionista dado à sexualidade se distancia das demandas dos participantes sobre o tema, assim como de uma perspectiva de problematização social e política.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.