Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 261
PSICOLOGIA E MULHERES EGRESSAS DO SISTEMA PRISIONAL: A NECESSIDADE DE PRODUZIR CONHECIMENTO CIENTÍFICO

Palavra-chaves: PSICOLOGIA, DIREITOS HUMANOS, GÊNERO, EGRESSAS DO SISTEMA PRISIONAL, EGRESSAS DO SISTEMA PRISIONAL Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

O presente estudo faz parte de uma pesquisa maior e visa realizar um levantamento quanti e qualitativo dos estudos sobre mulheres egressas do sistema prisional, considerando a perspectiva de gênero, na área da Psicologia. O levantamento deu-se por meio da biblioteca eletrônica Scientific Electronic Library Online (SCIELO) e do banco de teses e dissertações (BDTD) do portal da USP, do período de 1994 a 2014, obtendo vinte (20) artigos, dos quais utilizamos sete (07). Dos documentos selecionados, 60,86% das(os) pesquisadoras(res) eram mulheres. As publicações visam retratar a realidade da mulher encarcerada, porém poucas se propõem a dar “voz” a esta mulher, e as publicações que se propõe, o faz com a mulher encarcerada e não com a mulher egressa (pós-cárcere), como pretendíamos encontrar. Foram analisados, ao todo, dez (10) estudos do portal SCIELO e dez (10) trabalhos no BDTD/USP, sendo que nesses utilizamos os resumos para a análise. Nos resumos dos estudos encontrados, identificamos que não existe clareza e objetivos no enunciado do objeto, método e referencial teórico, dificultando a análise. É expressiva a quantidade de artigos encontrados na área da Educação, Saúde e Sociologia, o que alerta a Psicologia a refletir sobre sua responsabilidade social e inserção nos estudos desta área tão crescente e real, mas infelizmente tão negligenciada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.