Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 252
O ETHOS HOMOERÓTICO EM USINA, DE JOSÉ LINS DO REGO

Palavra-chaves: HOMOEROTISMO, PERSONAGENS GAYS, JOSÉ LINS DO REGO Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Teorias e estudos gays, lésbicos e queers Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

A literatura de José Lins do Rego tem sido lida, comumente, como criação memorialista, levando-se em conta a relação entre realidade e ficção, ou como um registro de um sistema socioeconômico nordestino em decadência. Trabalhos mais inovadores têm analisado os romances desse autor dando destaque às relações de gênero envolvendo o binômio heterossexual homem X mulher. O que se pretende com esse trabalho é oferecer uma nova possibilidade de leitura da obra de José Lins do Rego, destacando a representação do ethos homoerótico na obra Usina. O intento desse trabalho é chamar atenção para o modo como o sujeito gay masculino é concebido dentro de um universo literário criado por José Lins do Rego, que é simbolicamente construído com base na hegemônica heterossexual do sistema social em que suas narrativas se passam. Desse modo, procuraremos investigar a relação entre o personagem Ricardo e o cozinheiro Manuel, durante o tempo em que eles se encontravam presos em Fernando de Noronha

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.