Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 280
AS VIVÊNCIAS DE PROFISSIONAIS DO SEXO EM UM CONTEXTO AMAZÔNICO

Palavra-chaves: PROSTITUIÇÃO, VIOLÊNCIA, DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

Essa pesquisa teve como objetivo verificar a dinâmica e as relações grupais presentes nas prostitutas da cidade de Manaus, identificando as políticas públicas disponibilizadas pelo governo e pela Associação de Prostitutas do Amazonas (APAM). Na qual foram verificadas as relações de afetividade entre as prostitutas e seus parceiros e as motivações que levam a prostituição. Foi realizada uma entrevista com a presidente da associação e aplicado um questionário a 20 profissionais do sexo, em Novembro de 2010. Sendo uma pesquisa do tipo exploratória, que observou, descreveu e documentou os aspectos situacionais da prostituição. Utilizou como método de investigação o procedimento qualitativo, seguindo um delineamento qualitativo-descritivo, a técnica de análise foi temática ou categorial. Foi dividas em 3 (três) categorias: a violência, os clientes e a incidência de drogas e DST’s. Muitas prostitutas sofrem com a violência de seus clientes, mas a busca pelas leis que as resguarde (Lei Maria da Penha) esta se tornando uma constante. O consumo de drogas faz parte da vida de muitas meninas, que as utilizam para enfrentar a rotina profissional. Outro fato agravante trata-se das políticas públicas direcionadas para a prevenção das DST’s e AIDS, pois são insuficientes frente às complexidades dessa atividade, tendo em vista que para enfrentarem os preconceitos, as violências da profissão o único apoio psicológico é na rede de amizades construídas entre as mesmas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.