Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 40
‘’ NOCÕES DA HISTÓRIA NATURAL’’ POR PADRE INÁCIO DE SOUSA ROLIM: ESTUDO DO PRIMEIRO LIVRO DIDÁTICO UTILIZADO EM ESCOLAS PARAIBANAS

Palavra-chaves: HISTÓRIA DA BIOLOGIA, ENSINO DE BIOLOGIA, LIVRO DIDÁTICO Pôster (PO) HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

Resumo

Com a implantação do livro didático nas escolas brasileiras, como política educacional, no ano 1938, o mesmo se tornou uma ferramenta importante para o ensino aprendizagem. O livro didático possui um papel decisivo na dedução ou mesmo eliminação do abismo entre ciência e cidadania, caracterizando-se ainda como um suporte para a organização do currículo na maioria das instituições de ensino básico. Se o mesmo foi implantado apenas na década de 1930 e sabendo que já haviam escolas no Brasil há mais de cem anos, somos levados a pensar sobre a existência de livros didáticos anterior a esse período. O Colégio Pedro II já possuía uma série de materiais didáticos de apoio bem como alguns livros didáticos. Em meados do século XIX já havia no Nordeste do Brasil várias escolas que desempenhavam importante papel na formação de jovens. Entre essas iniciativas, no interior da Paraíba, onde hoje é a cidade de Cajazeiras, o Pe. Inácio de Sousa Rolim criou uma escola e para auxiliar no ensino o mesmo escreveu o livro intitulado “Noções da História Natural” com o propósito de estimular seus alunos aos estudos. O presente trabalho foi assentado sobre uma base de pesquisa tendo como fonte principal o livro Noções da História Natural, escrito por Padre Inácio de Sousa Rolim no ano de 1881. Sendo um livro baseado na introdução dos seres vivos, o presente estudo objetivou identificar traços evolutivos presentes no livro bem como analisar as fontes utilizadas em sua construção. Para auxiliar nas análises procurou-se comparar as ideias de Charles Darwin presentes no livro ‘’ a origem das espécies’’. Nessa perspectiva, nota-se que na primeira parte do livro, o autor dá aos animais uma classificação metódica, dividindo-os em quatro grandes ramos e seqüencialmente em família, classe, ordem e reinos assim como propôs Darwin em sua obra, ‘’A origem das espécies’’, o que já nos instiga a pensar que Pe. Rolim chegou a ler o livro de Darwin, e que por algum motivo, talvez até por sua religiosidade não o quisesse citar como fonte de pesquisa, pois para alguns religiosos era, e ainda é, difícil aceitar a sugestão de que o homem seria um simples animal comparado aos demais. O livro apresenta ainda componentes de Geologia, pois essa ciência naquele momento integrava a História Natural, descrevendo as principais características do solo e rochas. Foram então introduzidas ideias de alguns autores da época, datado no ano em que Pe. Rolim acabara de completar 80 anos de idade e embora já estivesse afastado das obrigações escolares, produziu o primeiro livro didático utilizado em escolas paraibanas, fato este bastante significativo para mostrar o grande interesse do Padre considerado o “Anchieta do Nordeste”, assim declarado por Dom Pedro II, pela grande importância e participação na educação do país.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.