Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 92
UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA SOBRE O IMAGINÁRIO

Palavra-chaves: IMAGINÁRIO, ENSINO DE ARTES, PIBID Pôster (PO) LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO

Resumo

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) tem proporcionado experiências relevantes no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes do Curso de Licenciatura em Dança da UFPB, uma vez que os inserem no cotidiano de escolas públicas da cidade de João Pessoa-PB. Uma das instituições em que está se atuando é o Centro Estadual Experimental de Ensino-Aprendizagem Sesquicentenário. Com o apoio da Cooperativa de Ensino de João Pessoa Ltda., tem-se desenvolvido com as turmas do 5º ano do Ensino Fundamental I, o projeto pedagógico intitulado “Capas da Invisibilidade”, cujo objetivo é trabalhar de forma transdisciplinar com as linguagens artísticas das Artes Visuais, Dança, Música e Teatro, apresentando como tema norteador no ano de 2014 as lendas urbanas. A aplicação do Projeto para as turmas em questão tem se dado por meio da pesquisa e estudo acerca de fatos acontecidos ou não – lendas e causos - que são enriquecidos pela imaginação dos povos e transmitidos oralmente. Consequentemente, as aulas trazem à tona temas sociais e atuais que podem ser trabalhados com os alunos nas aulas de artes, como por exemplo, a construção de personagens. Essa ocorre a partir das sensações vivenciadas no cotidiano de cada um dos alunos acrescidos da utilização dos fatores do movimento (peso, espaço, fluência e tempo) e das ações básicas (torcer, flutuar, pressionar, entre outras) que foram desenvolvidos pelo teórico do movimento, Rudolf Laban. Geralmente as lendas se baseiam em conclusões filosóficas e ensinamentos morais, neste caso, em um primeiro momento o Projeto preocupa-se em tornar visível através da criatividade e do movimento o que está no imaginário das crianças para, posteriormente, traçar relações com a temática da invisibilidade social. Tendo como ferramenta didática principal a imaginação, fomentam-se espaços para se expressar aquilo que não se vê ou que não se quer enxergar na escola, na comunidade e no mundo. Portanto, por meio do ensino das artes, especialmente da dança, explora-se de forma consciente, crítica e criativa possibilidades de desenvolver temas sociais complexos com crianças.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.