Artigo Anais COPRECIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2594-7885

Visualizações: 113
A AFETIVIDADE COMO DETERMINANTE NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO DOS AUTISTAS

Palavra-chaves: DIREITO À EDUCAÇÃO, ALFABETIZAÇÃO, PROFISSIONAIS, AUTISMO, AUTISMO Pôster (PO) GD03 - Ensino e práticas educativas

Resumo

O presente trabalho dedica-se ao estudo da educação da criança autista - vista como direito fundamental e da recente legislação a respeito do tema, a Lei número 12.764 de 2012. No Brasil já existe a preocupação ao atendimento de crianças autistas, há ainda uma total desatenção para com a formação adequada de profissionais das áreas de medicina, psicologia, fonoaudióloga, inclusive os Pedagogos que não tem a orientação ou a formação adequada na sua graduação para trabalhar com essa Necessidade Educacional Especial, porém a afetividade sobrepõe. A escola recebe uma criança com dificuldades em se relacionar, seguir regras sociais e se adaptar, esse comportamento é logo confundido com falta de educação e limite. E por falta de conhecimento alguns profissionais da educação não sabem reconhecer e identificar as características de um autista. O estudo aborda a natureza e garantia do direito à educação, assim como sua alfabetização especificamente na modalidade inclusiva, na qual, é preciso saber que ele enxerga o mundo de forma diferente, mas vive no nosso próprio mundo, e cabe a nós não deixá-lo ficar fora da escola e privado do convívio social.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.