Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

RESÍDUOS SÓLIDOS: PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL FRANCISCO GOMES DE LIMA - PB

Palavra-chaves: RESÍDUOS, SÓLIDOS, PERCEPÇÃO Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO AMBIENTAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Introdução Os resíduos sólidos tem sido um dos temas de maior relevância mundialmente. Segundo Calderoni (2003), a produção de resíduos é algo inevitável e carreta grandes problemas pelo volume produzido. Já para Abreu (2001), sem um tratamento adequado, os resíduos sólidos são sinônimos de desperdício de recursos naturais e energéticos. Nos lixões, os resíduos sólidos não recebem tratamento algum, sendo depositado no solo a céu aberto. Essa triste ação tem resultado em vários problemas não só ambientais, mas também sociais. Infelizmente essa realidade é muito comum nos municípios brasileiros. Segundo o IBGE (2010), cerca de 70% dos municípios utilizam essa péssima alternativa como disposição final dos resíduos. Conforme o IBAMA (2009), no Estado da Paraíba 98% dos resíduos sólidos urbanos em um total de 223 municípios não recebem tratamento algum. Diante dessa triste realidade é necessária a participação da sociedade no gerenciamento dos resíduos sólidos. Um dos instrumentos mais importantes da PNRS é a Educação Ambiental, sendo essencial para a sensibilização da população sobre sua responsabilidade quanto ao destino dos resíduos. Os estudos de percepção ambiental são de suma importância, uma vez que é por meio desta que o indivíduo toma consciência do mundo em sua volta, estando relacionada com o processo de aprendizagem e sensibilização da educação Ambiental (MENGHINI, 2005). O presente trabalho tem o objetivo de identificar e analisar o nível de conhecimentos dos alunos 3° ano da Escola Estadual Francisco Gomes de Lima sobre a temática dos resíduos sólidos. Metodologia A presente pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual Francisco Gomes de Lima localizada no município de João Pessoa-PB. Para a realização desta pesquisa foi utilizado como instrumento de coleta de dados um questionário semi-estruturado com 33 de um total de 60 alunos do 3° do ensino médio. Posteriormente os dados foram tabulados e analisados. Resultados e DiscussãoQuando questionados se tudo que é jogado fora é considerado “lixo”, 70% alunos responderam que sim (Figura 1). Infelizmente esse fato mostra uma falta de conhecimento sobre os produtos recicláveis. Figura 1. Resposta dos alunos sobre se tudo que é jogado fora e considerado lixo. A respeito da existência da separação dos resíduos sólidos na escola, 100% responderam que sim (Figura 2). Porém, vale salientar que em visitas a escola, foi observado que apesar da escola apresentar coletores para a separação dos resíduos, os mesmos são misturados de forma indiscriminada, distanciando a teoria da prática escolar. A educação ambiental teórica é bela, mas os problemas gerados pela falta da prática são gritantes e cada vez mais recorrentes na sociedade. Figura 2. Resposta dos alunos sobre a separação do RS na escola. Posteriormente, foi perguntado aos alunos se eles conheciam o tipo de disposição final dos RS da escola. Mais de 80% responderam que não sabiam qual era o destino final dos RS produzidos na escola (Figura 3). Conclusão Apesar de o público alvo ser formado por alunos do 3° ano do ensino médio, diante dos resultados apresentado, fica claro a necessidade de se trabalhar a temática dos resíduos sólidos com os alunos da Escola Estadual Francisco Gomes de Lima com o intuito de aproximar a teoria da prática escolar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.