Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

PERFIL SOCIOECONÔMICO DE ALUNOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Palavra-chaves: FATORES SOCIOECONÔMICOS, BACHARELADO EM ENFERMAGEM, ESTUDANTES DE ENFERMAGEM Pôster (PO) GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional
"2019-10-24 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 61999
    "edicao_id" => 112
    "trabalho_id" => 5896
    "inscrito_id" => 14061
    "titulo" => "PERFIL SOCIOECONÔMICO DE ALUNOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM"
    "resumo" => """
      RESUMO\r\n
      \r\n
      A PARTIR DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 A EDUCAÇÃO NO PAÍS FOI DEFINIDA COMO UM DIREITO DE TODOS. O ACESSO À UNIVERSIDADE PASSOU A SER UMA PREOCUPAÇÃO DAS POLÍTICAS DE ATENÇÃO À EDUCAÇÃO. PROGRAMAS TÊM SIDO CRIADOS COM VISTAS À AMPLIAÇÃO DO ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR, MAS, O ALUNO QUE ESCOLHE INGRESSAR NA UNIVERSIDADE ESTÁ CONDICIONADO À REALIZAÇÃO DO EXAME VESTIBULAR. ESSE TRABALHO OBJETIVOU CONHECER O PERFIL SÓCIO DOS ALUNOS DO CURSO DE ENFERMAGEM DE UMA UNIVERSIDADE PUBLICA FEDERAL LOCALIZADA NO AGRESTE DO ESTADO DE ALAGOAS. TRATA-SE DE UM ESTUDO TRANSVERSAL DO TIPO DESCRITIVO COM ABORDAGEM QUANTITATIVA. TOMOU COMO BASE O NÚMERO TOTAL (N=183) DE ALUNOS MATRICULADOS NO CURSO DE ENFERMAGEM ENTRE OS ANOS DE 2009 A 2013. FOI UTILIZADO UM QUESTIONÁRIO ESTRUTURADO PARA OBTER INFORMAÇÕES ACERCA DO PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS ALUNOS DE ENFERMAGEM. OS RESULTADOS MOSTRARAM QUE 80% DOS ALUNOS QUE PARTICIPARAM DA PESQUISA POSSUEM IDADES ENTRE 18 A 24 ANOS, 86% DECLARARAM-SE SOLTEIROS E 65% SE ALTO AFIRMARAM PARDOS. SÃO ORIUNDOS DE 18 MUNICÍPIOS, 11 DA REGIÃO METROPOLITANA DO AGRESTE E OUTRAS 07 CIDADES CONSIDERADAS MUNICÍPIOS CIRCUNVIZINHO. OBSERVOU-SE TAMBÉM QUE 29% DAS FAMÍLIAS DOS ALUNOS POSSUEM RENDAS ENTRE 1 A 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS E 24%  UMA RENDA FAMILIAR ACIMA DE 3 SALÁRIOS MÍNIMOS; 53% INFORMARAM NUNCA TER TRABALHADO E 57% AFIRMARAM TER CURSADO O ENSINO MÉDIO SOMENTE EM ESCOLA PARTICULAR. CONCLUI-SE COM ESTE ESTUDO QUE A MAIORIA DOS PARTICIPANTES ERA DO SEXO FEMININO, SOLTEIROS, SE ALTO DECLARARAM PARDOS, TINHA IDADE ATÉ 24 ANOS E MORAVA PREDOMINANTEMENTE NA ZONA URBANA DE 18 MUNICÍPIOS LOCALIZADOS PRÓXIMOS A CIDADE SEDE DO CAMPUS; 50% RECEBIAM ALGUM TIPO DE BOLSA ESTUDANTIL; DOIS TERÇOS FEZ CURSO PREPARATÓRIO PARA O VESTIBULAR E METADE ERA PROCEDENTE DE ESCOLAS PARTICULARES DE ENSINO MÉDIO E FUNDAMENTAL; QUASE METADE DOS ALUNOS NÃO TEVE A ENFERMAGEM COMO PRIMEIRA OPÇÃO DE CURSO.
      """
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional"
    "palavra_chave" => "FATORES SOCIOECONÔMICOS, BACHARELADO EM ENFERMAGEM, ESTUDANTES DE ENFERMAGEM"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV127_MD4_SA2_ID14061_03102019230925.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:44"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LEILANE FERREIRA FERRO"
    "autor_nome_curto" => "LEILANE FERRO"
    "autor_email" => "leilinha_ferro@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais VI CONEDU"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2019"
    "edicao_logo" => "5e4a032588ba0_17022020000613.png"
    "edicao_capa" => "5f184577153da_22072020105607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-10-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 61999
    "edicao_id" => 112
    "trabalho_id" => 5896
    "inscrito_id" => 14061
    "titulo" => "PERFIL SOCIOECONÔMICO DE ALUNOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM"
    "resumo" => """
      RESUMO\r\n
      \r\n
      A PARTIR DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 A EDUCAÇÃO NO PAÍS FOI DEFINIDA COMO UM DIREITO DE TODOS. O ACESSO À UNIVERSIDADE PASSOU A SER UMA PREOCUPAÇÃO DAS POLÍTICAS DE ATENÇÃO À EDUCAÇÃO. PROGRAMAS TÊM SIDO CRIADOS COM VISTAS À AMPLIAÇÃO DO ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR, MAS, O ALUNO QUE ESCOLHE INGRESSAR NA UNIVERSIDADE ESTÁ CONDICIONADO À REALIZAÇÃO DO EXAME VESTIBULAR. ESSE TRABALHO OBJETIVOU CONHECER O PERFIL SÓCIO DOS ALUNOS DO CURSO DE ENFERMAGEM DE UMA UNIVERSIDADE PUBLICA FEDERAL LOCALIZADA NO AGRESTE DO ESTADO DE ALAGOAS. TRATA-SE DE UM ESTUDO TRANSVERSAL DO TIPO DESCRITIVO COM ABORDAGEM QUANTITATIVA. TOMOU COMO BASE O NÚMERO TOTAL (N=183) DE ALUNOS MATRICULADOS NO CURSO DE ENFERMAGEM ENTRE OS ANOS DE 2009 A 2013. FOI UTILIZADO UM QUESTIONÁRIO ESTRUTURADO PARA OBTER INFORMAÇÕES ACERCA DO PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS ALUNOS DE ENFERMAGEM. OS RESULTADOS MOSTRARAM QUE 80% DOS ALUNOS QUE PARTICIPARAM DA PESQUISA POSSUEM IDADES ENTRE 18 A 24 ANOS, 86% DECLARARAM-SE SOLTEIROS E 65% SE ALTO AFIRMARAM PARDOS. SÃO ORIUNDOS DE 18 MUNICÍPIOS, 11 DA REGIÃO METROPOLITANA DO AGRESTE E OUTRAS 07 CIDADES CONSIDERADAS MUNICÍPIOS CIRCUNVIZINHO. OBSERVOU-SE TAMBÉM QUE 29% DAS FAMÍLIAS DOS ALUNOS POSSUEM RENDAS ENTRE 1 A 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS E 24%  UMA RENDA FAMILIAR ACIMA DE 3 SALÁRIOS MÍNIMOS; 53% INFORMARAM NUNCA TER TRABALHADO E 57% AFIRMARAM TER CURSADO O ENSINO MÉDIO SOMENTE EM ESCOLA PARTICULAR. CONCLUI-SE COM ESTE ESTUDO QUE A MAIORIA DOS PARTICIPANTES ERA DO SEXO FEMININO, SOLTEIROS, SE ALTO DECLARARAM PARDOS, TINHA IDADE ATÉ 24 ANOS E MORAVA PREDOMINANTEMENTE NA ZONA URBANA DE 18 MUNICÍPIOS LOCALIZADOS PRÓXIMOS A CIDADE SEDE DO CAMPUS; 50% RECEBIAM ALGUM TIPO DE BOLSA ESTUDANTIL; DOIS TERÇOS FEZ CURSO PREPARATÓRIO PARA O VESTIBULAR E METADE ERA PROCEDENTE DE ESCOLAS PARTICULARES DE ENSINO MÉDIO E FUNDAMENTAL; QUASE METADE DOS ALUNOS NÃO TEVE A ENFERMAGEM COMO PRIMEIRA OPÇÃO DE CURSO.
      """
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional"
    "palavra_chave" => "FATORES SOCIOECONÔMICOS, BACHARELADO EM ENFERMAGEM, ESTUDANTES DE ENFERMAGEM"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV127_MD4_SA2_ID14061_03102019230925.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:44"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LEILANE FERREIRA FERRO"
    "autor_nome_curto" => "LEILANE FERRO"
    "autor_email" => "leilinha_ferro@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais VI CONEDU"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2019"
    "edicao_logo" => "5e4a032588ba0_17022020000613.png"
    "edicao_capa" => "5f184577153da_22072020105607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-10-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

RESUMO A PARTIR DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 A EDUCAÇÃO NO PAÍS FOI DEFINIDA COMO UM DIREITO DE TODOS. O ACESSO À UNIVERSIDADE PASSOU A SER UMA PREOCUPAÇÃO DAS POLÍTICAS DE ATENÇÃO À EDUCAÇÃO. PROGRAMAS TÊM SIDO CRIADOS COM VISTAS À AMPLIAÇÃO DO ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR, MAS, O ALUNO QUE ESCOLHE INGRESSAR NA UNIVERSIDADE ESTÁ CONDICIONADO À REALIZAÇÃO DO EXAME VESTIBULAR. ESSE TRABALHO OBJETIVOU CONHECER O PERFIL SÓCIO DOS ALUNOS DO CURSO DE ENFERMAGEM DE UMA UNIVERSIDADE PUBLICA FEDERAL LOCALIZADA NO AGRESTE DO ESTADO DE ALAGOAS. TRATA-SE DE UM ESTUDO TRANSVERSAL DO TIPO DESCRITIVO COM ABORDAGEM QUANTITATIVA. TOMOU COMO BASE O NÚMERO TOTAL (N=183) DE ALUNOS MATRICULADOS NO CURSO DE ENFERMAGEM ENTRE OS ANOS DE 2009 A 2013. FOI UTILIZADO UM QUESTIONÁRIO ESTRUTURADO PARA OBTER INFORMAÇÕES ACERCA DO PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS ALUNOS DE ENFERMAGEM. OS RESULTADOS MOSTRARAM QUE 80% DOS ALUNOS QUE PARTICIPARAM DA PESQUISA POSSUEM IDADES ENTRE 18 A 24 ANOS, 86% DECLARARAM-SE SOLTEIROS E 65% SE ALTO AFIRMARAM PARDOS. SÃO ORIUNDOS DE 18 MUNICÍPIOS, 11 DA REGIÃO METROPOLITANA DO AGRESTE E OUTRAS 07 CIDADES CONSIDERADAS MUNICÍPIOS CIRCUNVIZINHO. OBSERVOU-SE TAMBÉM QUE 29% DAS FAMÍLIAS DOS ALUNOS POSSUEM RENDAS ENTRE 1 A 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS E 24% UMA RENDA FAMILIAR ACIMA DE 3 SALÁRIOS MÍNIMOS; 53% INFORMARAM NUNCA TER TRABALHADO E 57% AFIRMARAM TER CURSADO O ENSINO MÉDIO SOMENTE EM ESCOLA PARTICULAR. CONCLUI-SE COM ESTE ESTUDO QUE A MAIORIA DOS PARTICIPANTES ERA DO SEXO FEMININO, SOLTEIROS, SE ALTO DECLARARAM PARDOS, TINHA IDADE ATÉ 24 ANOS E MORAVA PREDOMINANTEMENTE NA ZONA URBANA DE 18 MUNICÍPIOS LOCALIZADOS PRÓXIMOS A CIDADE SEDE DO CAMPUS; 50% RECEBIAM ALGUM TIPO DE BOLSA ESTUDANTIL; DOIS TERÇOS FEZ CURSO PREPARATÓRIO PARA O VESTIBULAR E METADE ERA PROCEDENTE DE ESCOLAS PARTICULARES DE ENSINO MÉDIO E FUNDAMENTAL; QUASE METADE DOS ALUNOS NÃO TEVE A ENFERMAGEM COMO PRIMEIRA OPÇÃO DE CURSO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.