Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 193
O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO EM IMPERATRIZ/MA

Palavra-chaves: ESTÁGIO, FORMAÇÃO DOCENTE, APRENDIZAGEM Comunicação Oral (CO) GT 01 - Formação de Professores

Resumo

NO CONTEXTO DA FORMAÇÃO DOCENTE EXISTEM DIVERSAS INTERPRETAÇÕES SOBRE A FUNCIONALIDADE E ORGANIZAÇÃO DO PROCESSO DE ESTÁGIO, UMA DELAS CONFIGURA O ESTÁGIO SOMENTE COMO UM LUGAR DE OFÍCIO PARA APRENDER A PRÁTICA DO MESMO E EXERCER UMA PROFISSÃO. E OUTRA PERCEPÇÃO EVIDENCIA O ESTÁGIO COMO UMA SÍNTESE DE TUDO QUE SE APRENDE NAS DISCIPLINAS, NAS TEORIAS DE APRENDIZAGEM, COMO TAMBÉM NAS EXPERIÊNCIAS DE VIDA. DEVIDO A ESSA VARIEDADE DE CONCEPÇÕES SOBRE O ESTÁGIO, AS EXPERIÊNCIAS DOS (AS) GRADUANDOS (AS) VÃO SE MODIFICAR CONFORME O MODELO DE ESTÁGIO ADOTADO PELAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO. A PARTIR DESSA REFLEXÃO ESTE TRABALHO TEM COMO OBJETIVO COMPREENDER A CATEGORIA ESTÁGIO ATRAVÉS DAS MINHAS EXPERIÊNCIAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA ESCOLA MUNICIPAL RENATO CORTEZ MOREIRA LOCALIZADO NA CIDADE DE IMPERATRIZ/MA. ATRAVÉS DESSAS EXPERIÊNCIAS E PELAS LEITURAS BIBLIOGRÁFICAS DE FONSECA (1997) E PIMENTA (1991 E 2005), É POSSÍVEL AFIRMAR QUE O MOMENTO DE ESTÁGIO NÃO PODE SE RESUMIR A UMA APLICAÇÃO DE MODELOS ESCOLARES, MAS SIM, COMO MAIS UMA ETAPA DE APRENDIZAGEM.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.