Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

COMPARAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS PLASMÁTICOS DE HDL-COLESTEROL EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA E SEDENTÁRIOS

Palavra-chaves: PERFIL LIPÍDICO, COLESTEROL HDL, ATIVIDADE FÍSICA Tema Livre (TL) Bioquímica
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5662
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 782
    "inscrito_id" => 228
    "titulo" => "COMPARAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS PLASMÁTICOS DE HDL-COLESTEROL EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA E SEDENTÁRIOS"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: O aumento nos níveis de lipoproteínas de alta densidade (HDLs), também chamado de “colesterol bom”, bem como a diminuição das lipoproteínas de baixa densidade (LDLs), estão indissoluvelmente relacionadas com a prática de atividade física e conseqüentemente na prevenção da doença arterial coronariana. OBJETIVOS: Realizar a comparação dos níveis de HDL em indivíduos  praticantes de musculação (não sedentários) e indivíduos sedentários. METODOLOGIA: Este trabalho trata-se de uma pesquisa experimental, aplicada, descritiva e com abordagem quali-quantitativa. No presente estudo foi coletado e avaliado as dosagens de HDL-colesterol no soro de 40 pessoas de ambos os sexos com idade entre 20-40 anos. As avaliações das dosagens do HDL-colesterol foram realizadas kits bioquímicos da marca LABTEST®. A análise estatística foi realizada utilizando o teste t de student com nível de significa p< 0,05 e intervalo de confiança de 95%. Destes, 20 eram pessoas praticantes de musculação em uma academia no município de Campina Grande-PB e 20 eram sedentárias, isentas de qualquer tipo de atividade física. A população em estudo foi dividida em quatro grupos: Grupo I (Não sedentários masculino); Grupo II (Sedentários Masculino); Grupo III (Não Sedentários Feminino) e Grupo IV (Sedentários Feminino). Os resultados obtidos nesta pesquisa revelaram que houve um aumento significativo do HDL-colesterol no Grupo I e no Grupo III, sendo que apenas esses grupos se encontravam na faixa desejável. CONCLUSÃO: Em face do exposto, a prática de atividade física, mais especificamente a musculação sugere uma  eficácia no aumento da concentração de HDL-colesterol."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Bioquímica"
    "palavra_chave" => "PERFIL LIPÍDICO, COLESTEROL HDL, ATIVIDADE FÍSICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_24_03_2014_21_33_44_idinscrito_228_0e8c8662c3f35a62b6370f20ab3a4ac3.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROOSEVELT ALBUQUERQUE GOMES"
    "autor_nome_curto" => "ROOSEVELT ALBUQUERQUE"
    "autor_email" => "roosevelt_albuquerque@hot"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5662
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 782
    "inscrito_id" => 228
    "titulo" => "COMPARAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS PLASMÁTICOS DE HDL-COLESTEROL EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA E SEDENTÁRIOS"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: O aumento nos níveis de lipoproteínas de alta densidade (HDLs), também chamado de “colesterol bom”, bem como a diminuição das lipoproteínas de baixa densidade (LDLs), estão indissoluvelmente relacionadas com a prática de atividade física e conseqüentemente na prevenção da doença arterial coronariana. OBJETIVOS: Realizar a comparação dos níveis de HDL em indivíduos  praticantes de musculação (não sedentários) e indivíduos sedentários. METODOLOGIA: Este trabalho trata-se de uma pesquisa experimental, aplicada, descritiva e com abordagem quali-quantitativa. No presente estudo foi coletado e avaliado as dosagens de HDL-colesterol no soro de 40 pessoas de ambos os sexos com idade entre 20-40 anos. As avaliações das dosagens do HDL-colesterol foram realizadas kits bioquímicos da marca LABTEST®. A análise estatística foi realizada utilizando o teste t de student com nível de significa p< 0,05 e intervalo de confiança de 95%. Destes, 20 eram pessoas praticantes de musculação em uma academia no município de Campina Grande-PB e 20 eram sedentárias, isentas de qualquer tipo de atividade física. A população em estudo foi dividida em quatro grupos: Grupo I (Não sedentários masculino); Grupo II (Sedentários Masculino); Grupo III (Não Sedentários Feminino) e Grupo IV (Sedentários Feminino). Os resultados obtidos nesta pesquisa revelaram que houve um aumento significativo do HDL-colesterol no Grupo I e no Grupo III, sendo que apenas esses grupos se encontravam na faixa desejável. CONCLUSÃO: Em face do exposto, a prática de atividade física, mais especificamente a musculação sugere uma  eficácia no aumento da concentração de HDL-colesterol."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Bioquímica"
    "palavra_chave" => "PERFIL LIPÍDICO, COLESTEROL HDL, ATIVIDADE FÍSICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_24_03_2014_21_33_44_idinscrito_228_0e8c8662c3f35a62b6370f20ab3a4ac3.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROOSEVELT ALBUQUERQUE GOMES"
    "autor_nome_curto" => "ROOSEVELT ALBUQUERQUE"
    "autor_email" => "roosevelt_albuquerque@hot"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

INTRODUÇÃO: O aumento nos níveis de lipoproteínas de alta densidade (HDLs), também chamado de “colesterol bom”, bem como a diminuição das lipoproteínas de baixa densidade (LDLs), estão indissoluvelmente relacionadas com a prática de atividade física e conseqüentemente na prevenção da doença arterial coronariana. OBJETIVOS: Realizar a comparação dos níveis de HDL em indivíduos praticantes de musculação (não sedentários) e indivíduos sedentários. METODOLOGIA: Este trabalho trata-se de uma pesquisa experimental, aplicada, descritiva e com abordagem quali-quantitativa. No presente estudo foi coletado e avaliado as dosagens de HDL-colesterol no soro de 40 pessoas de ambos os sexos com idade entre 20-40 anos. As avaliações das dosagens do HDL-colesterol foram realizadas kits bioquímicos da marca LABTEST®. A análise estatística foi realizada utilizando o teste t de student com nível de significa p< 0,05 e intervalo de confiança de 95%. Destes, 20 eram pessoas praticantes de musculação em uma academia no município de Campina Grande-PB e 20 eram sedentárias, isentas de qualquer tipo de atividade física. A população em estudo foi dividida em quatro grupos: Grupo I (Não sedentários masculino); Grupo II (Sedentários Masculino); Grupo III (Não Sedentários Feminino) e Grupo IV (Sedentários Feminino). Os resultados obtidos nesta pesquisa revelaram que houve um aumento significativo do HDL-colesterol no Grupo I e no Grupo III, sendo que apenas esses grupos se encontravam na faixa desejável. CONCLUSÃO: Em face do exposto, a prática de atividade física, mais especificamente a musculação sugere uma eficácia no aumento da concentração de HDL-colesterol.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.