Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

Visualizações: 186
A PERCEPÇÃO DISCENTE SOBRE O CURSO DE GESTÃO EM SISTEMAS E SERVIÇOS DE SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Palavra-chaves: GRADUAÇÃO, AVALIAÇÃO, UNIVERSIDADE Tema Livre (TL) Saúde Coletiva

Resumo

Introdução: A graduação de Gestão em Sistemas e Serviços de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte surgiu em 2009 pelo Programa de Apoio aos Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – REUNI, em consonância com a própria necessidade do SUS e de um novo perfil profissional. Objetivo: Este estudo objetiva analisar na perspectiva discente o curso de GSSS da UFRN, por meio da análise documental do Projeto Político Pedagógico. Resultados: O curso tem como objetivo formar gestores da saúde generalistas com uma visão histórica e compreensiva das relações entre o estado e a sociedade, do homem como totalidade integrada, da cultura e da saúde, permitindo o exercício da gestão no contexto contemporâneo das políticas públicas de saúde, do trabalho humanizado, em equipe e das novas formas de gestão democráticas colegiadas, onde o egresso obtém conhecimentos e práticas do campo da saúde, especialmente da Saúde Coletiva, articulada com as Ciências Humanas e a Administração. E para garantir o desenvolvimento das competências e habilidades dos futuros profissionais, o curso é organizado em torno de três grandes eixos estruturantes: Saúde e Sistema de Saúde, Planejamento e Organização das Ações e Serviços de Saúde e Gestão da Saúde, onde estes eixos serão aplicados nos três primeiros anos e no último ano do curso são realizados os estágios em Gestão do Sistema Público de Saúde (Federal, Estadual e Municipal) e na Gestão de Serviços de Atenção Básica e Especializada (hospitalar e ambulatorial), sob supervisão dos professores. Durante o curso, podemos participar dos “espaços integrativos”, onde são confrontadas diferentes visões e avaliação com estabelecimento de sugestões para os problemas que surgirem. Considerações: O curso é analisado como essencial perante as necessidades do SUS, onde o sanitarista graduado se apropria dos preceitos que regem a Saúde Coletiva com vistas a mudanças para alcançar os princípios do SUS em sua plenitude. Desta forma, há um grande aproveitamento pela oportunidade de construir alternativas de mudança no serviço e no sistema com novas ideias na tentativa de solucionar problemas, visando sempre a valorização das qualidades do nosso sistema de saúde.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.