Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

REPRESENTAÇÕES SOCIAS DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: CONSIDERAÇÕES ACERCA DA EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS

Palavra-chaves: GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA, REPRESENTAÇÕES SOCIAIS, EDUCAÇÃO SEXUAL Tema Livre (TL) Psicologia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5532
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 179
    "inscrito_id" => 318
    "titulo" => "REPRESENTAÇÕES SOCIAS DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: CONSIDERAÇÕES ACERCA DA EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: A adolescência é um período marcado por inúmeras transformações, que envolvem processos emocionais, físicos e sociais. Por estas razões é, simultaneamente, uma época que pode levar à  vulnerabilidades, dentre elas a gravidez. Assim, partindo desse pressuposto, a forma como os adolescentes representam a gravidez influencia na maneira de guiar seus comportamentos e no estilo de nomear e definir conjuntamente diferentes perspectivas da realidade diária. Sendo assim, a Teoria das Representações Sociais pode ser utilizada como base para estudos dessa área, uma vez que, este assunto trata-se de um problema de saúde pública. Desse modo, a escola é um espaço que pode promover debates e discussões sobre temas que envolva a sexualidade. OBJETIVO: O presente trabalho teve como objetivo desenvolver uma revisão teórica acerca das representações sociais dos adolescentes frente à gravidez nesta fase da vida, apontando as dificuldades deste acontecimento, bem como o papel da escola na educação sexual. MÉTODO: O presente estudo se caracteriza como uma revisão da literatura, onde pode-se analisar 6 artigos que tratam diretamente do tema. Estes foram encontrados nas principais bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Periódicos Eletrônicos de Psicologia (PEPSIC), e o Portal da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e IndexPsi. Utilizou-se como descritores os termos “representações sociais and gravidez na adolescência”, “gravidez na adolescência and escola” e “gravidez na adolescência and psicologia”. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Diante do exposto constata-se que o adolescer acompanhado da gravidez, é um período marcado pelo medo, angústia, incerteza, vulnerabilidade e dúvidas, ocorrendo muitas vezes de forma indesejada, o que impossibilita a continuidade do um estilo de vida anterior. Destarte, a prática do aborto torna-se uma “saída”, porém as adolescentes percebem-se vulneráveis a esta situação, sendo comum entre as mesmas, o temor em relação à percepção/ aceitação dos pais, companheiros, amigos e sociedade. Compreende-se existir a necessidade da discussão acerca da sexualidade e temas que envolvam a gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis, AIDS e aborto, na escola (uma vez que, a mesma participa da formação dos sujeitos). Destaca-se assim, que é através da educação sexual que permite-se retirar indagações e questionamentos dos adolescentes sobre a sexualidade no próprio campo escolar. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conforme a análise na literatura nacional, percebeu-se que a gravidez na adolescência perpassa o universo dos envolvidos modificando por completo sua realidade, sendo esta fase marcada por novas representações e significados. Percebe-se assim, a necessidade de discussões e debates acerca da sexualidade, tendo-se a escola como um espaço propício para utilização da educação sexual, atrelado à família e a unidades de saúde, possibilitando aos adolescentes um diálogo mais aberto sobre o tema."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA, REPRESENTAÇÕES SOCIAIS, EDUCAÇÃO SEXUAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_12_03_2014_10_53_26_idinscrito_318_e57dfe5e51e16cd03b8b73ede57ae423.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RHYRILLY PÂMELLA RIBEIRO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "PÂMELLA RIBEIRO"
    "autor_email" => "pamella.ht@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5532
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 179
    "inscrito_id" => 318
    "titulo" => "REPRESENTAÇÕES SOCIAS DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: CONSIDERAÇÕES ACERCA DA EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: A adolescência é um período marcado por inúmeras transformações, que envolvem processos emocionais, físicos e sociais. Por estas razões é, simultaneamente, uma época que pode levar à  vulnerabilidades, dentre elas a gravidez. Assim, partindo desse pressuposto, a forma como os adolescentes representam a gravidez influencia na maneira de guiar seus comportamentos e no estilo de nomear e definir conjuntamente diferentes perspectivas da realidade diária. Sendo assim, a Teoria das Representações Sociais pode ser utilizada como base para estudos dessa área, uma vez que, este assunto trata-se de um problema de saúde pública. Desse modo, a escola é um espaço que pode promover debates e discussões sobre temas que envolva a sexualidade. OBJETIVO: O presente trabalho teve como objetivo desenvolver uma revisão teórica acerca das representações sociais dos adolescentes frente à gravidez nesta fase da vida, apontando as dificuldades deste acontecimento, bem como o papel da escola na educação sexual. MÉTODO: O presente estudo se caracteriza como uma revisão da literatura, onde pode-se analisar 6 artigos que tratam diretamente do tema. Estes foram encontrados nas principais bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Periódicos Eletrônicos de Psicologia (PEPSIC), e o Portal da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e IndexPsi. Utilizou-se como descritores os termos “representações sociais and gravidez na adolescência”, “gravidez na adolescência and escola” e “gravidez na adolescência and psicologia”. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Diante do exposto constata-se que o adolescer acompanhado da gravidez, é um período marcado pelo medo, angústia, incerteza, vulnerabilidade e dúvidas, ocorrendo muitas vezes de forma indesejada, o que impossibilita a continuidade do um estilo de vida anterior. Destarte, a prática do aborto torna-se uma “saída”, porém as adolescentes percebem-se vulneráveis a esta situação, sendo comum entre as mesmas, o temor em relação à percepção/ aceitação dos pais, companheiros, amigos e sociedade. Compreende-se existir a necessidade da discussão acerca da sexualidade e temas que envolvam a gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis, AIDS e aborto, na escola (uma vez que, a mesma participa da formação dos sujeitos). Destaca-se assim, que é através da educação sexual que permite-se retirar indagações e questionamentos dos adolescentes sobre a sexualidade no próprio campo escolar. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conforme a análise na literatura nacional, percebeu-se que a gravidez na adolescência perpassa o universo dos envolvidos modificando por completo sua realidade, sendo esta fase marcada por novas representações e significados. Percebe-se assim, a necessidade de discussões e debates acerca da sexualidade, tendo-se a escola como um espaço propício para utilização da educação sexual, atrelado à família e a unidades de saúde, possibilitando aos adolescentes um diálogo mais aberto sobre o tema."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA, REPRESENTAÇÕES SOCIAIS, EDUCAÇÃO SEXUAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_12_03_2014_10_53_26_idinscrito_318_e57dfe5e51e16cd03b8b73ede57ae423.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RHYRILLY PÂMELLA RIBEIRO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "PÂMELLA RIBEIRO"
    "autor_email" => "pamella.ht@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

INTRODUÇÃO: A adolescência é um período marcado por inúmeras transformações, que envolvem processos emocionais, físicos e sociais. Por estas razões é, simultaneamente, uma época que pode levar à vulnerabilidades, dentre elas a gravidez. Assim, partindo desse pressuposto, a forma como os adolescentes representam a gravidez influencia na maneira de guiar seus comportamentos e no estilo de nomear e definir conjuntamente diferentes perspectivas da realidade diária. Sendo assim, a Teoria das Representações Sociais pode ser utilizada como base para estudos dessa área, uma vez que, este assunto trata-se de um problema de saúde pública. Desse modo, a escola é um espaço que pode promover debates e discussões sobre temas que envolva a sexualidade. OBJETIVO: O presente trabalho teve como objetivo desenvolver uma revisão teórica acerca das representações sociais dos adolescentes frente à gravidez nesta fase da vida, apontando as dificuldades deste acontecimento, bem como o papel da escola na educação sexual. MÉTODO: O presente estudo se caracteriza como uma revisão da literatura, onde pode-se analisar 6 artigos que tratam diretamente do tema. Estes foram encontrados nas principais bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Periódicos Eletrônicos de Psicologia (PEPSIC), e o Portal da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e IndexPsi. Utilizou-se como descritores os termos “representações sociais and gravidez na adolescência”, “gravidez na adolescência and escola” e “gravidez na adolescência and psicologia”. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Diante do exposto constata-se que o adolescer acompanhado da gravidez, é um período marcado pelo medo, angústia, incerteza, vulnerabilidade e dúvidas, ocorrendo muitas vezes de forma indesejada, o que impossibilita a continuidade do um estilo de vida anterior. Destarte, a prática do aborto torna-se uma “saída”, porém as adolescentes percebem-se vulneráveis a esta situação, sendo comum entre as mesmas, o temor em relação à percepção/ aceitação dos pais, companheiros, amigos e sociedade. Compreende-se existir a necessidade da discussão acerca da sexualidade e temas que envolvam a gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis, AIDS e aborto, na escola (uma vez que, a mesma participa da formação dos sujeitos). Destaca-se assim, que é através da educação sexual que permite-se retirar indagações e questionamentos dos adolescentes sobre a sexualidade no próprio campo escolar. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conforme a análise na literatura nacional, percebeu-se que a gravidez na adolescência perpassa o universo dos envolvidos modificando por completo sua realidade, sendo esta fase marcada por novas representações e significados. Percebe-se assim, a necessidade de discussões e debates acerca da sexualidade, tendo-se a escola como um espaço propício para utilização da educação sexual, atrelado à família e a unidades de saúde, possibilitando aos adolescentes um diálogo mais aberto sobre o tema.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.