Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

Visualizações: 208
“EU SÓ DEIXO DE EXISTIR QUANDO EU MORRER”: A RELAÇÃO ENTRE CORPO E TEMPO NA VELHICE SOB A ÓTICA PSICANALÍTICA

Palavra-chaves: ENVELHECIMENTO, PSICANÁLISE, CORPO, TEMPO, TEMPO Comunicação Oral (CO) AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas à Pessoa Idosa

Resumo

O ENVELHECIMENTO APARECE ASSOCIADO A DOENÇAS E PERDAS E É, NA MAIORIA DAS VEZES, ENTENDIDO COMO UM PROBLEMA MÉDICO. CONTUDO, ENVELHECER É, RACIONALMENTE, UM PROCESSO QUE OCORRE DURANTE TODA A VIDA, MARCADO POR ACOMETIMENTOS QUE PERPASSAM O BIOLÓGICO, O PSICOLÓGICO E O SOCIAL. ASSIM, POR MAIS QUE A VELHICE TRAGA UMA SÉRIE DE PERDAS COGNITIVAS E MOTORAS QUE PROMOVEM LIMITAÇÕES PARA A VIDA AFETIVA E SOCIAL DO IDOSO, ALGUMAS DESSAS PERDAS PODEM TAMBÉM SER OBSERVADAS EM OUTROS MOMENTOS. A PSICANÁLISE, NESSE SENTIDO, APRESENTA RECURSOS PARA DISCUTIR TAIS TRANSFORMAÇÕES, AO DEFENDER A IDEIA DE QUE O INCONSCIENTE É ATEMPORAL. ARGUMENTA-SE, POIS, A FAVOR DO CARÁTER INDESTRUTÍVEL DO DESEJO QUE NÃO TEM IDADE. AS INSCRIÇÕES FEITAS NO INCONSCIENTE NÃO SE PERDEM DIANTE DA LÓGICA CRONOLÓGICA DO PASSAR DO TEMPO, LEVANDO A UM OLHAR PARA ALÉM DO ORGANISMO E VOLTADO AO CORPO QUE É ATRAVESSADO PELO OUTRO, PELO DESEJO. DIANTE DESSA DISCUSSÃO, ESTE ARTIGO TRATA DE UM RELATO DOS RESULTADOS OBTIDOS NAS ATIVIDADES REALIZADAS DURANTE O ESTÁGIO BÁSICO DO CURSO DE PSICOLOGIA DA UEPB, EM 2018. A EXPERIÊNCIA CONSISTIU NA VIVÊNCIA DE GRUPOS TERAPÊUTICOS, SOB A PERSPECTIVA PSICANALÍTICA, COM IDOSOS PARTICIPANTES DO GRUPO DE CONVIVÊNCIA DA UAMA. FOI OFERTADO UM ESPAÇO DE FALA AOS IDOSOS E, ATRAVÉS DA ANÁLISE DO DISCURSO, FOI FEITA UMA CORRELAÇÃO DESTE MATERIAL COM O REFERENCIAL TEÓRICO UTILIZADO. A EXPERIÊNCIA PERMITIU A REFLEXÃO ACERCA DOS ESTIGMAS ASSOCIADOS À TERCEIRA IDADE E, ESPECIALMENTE, A RESSIGNIFICAÇÃO DOS PRÓPRIOS IDOSOS EM RELAÇÃO A SEU CORPO, AO TEMPO E AOS SEUS DESEJOS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.