Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

Visualizações: 316
RELAÇÃO CINTURA/QUADRIL E A HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA EM IDOSOS DO INTERIOR DA PARAÍBA

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO EM SAÚDE, HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA, IDOSOS, RELAÇÃO CINTRA/QUADRIL Comunicação Oral (CO) AT 11: Envelhecimento e Interdisciplinaridade Publicado em 26 de junho de 2019

Resumo

AS DOENÇAS CRÔNICAS APRESENTAM CUSTOS SOCIOECONÔMICOS CRESCENTES NECESSITANDO DE OLHAR CRÍTICO QUANTO A TOMADA DE DECISÃO FRENTE AO CONTROLE E PREVENÇÃO DESTAS. OBJETIVOU-SE REALIZAR AÇÕES EDUCATIVAS ACERCA DA RELAÇÃO CINTURA/QUADRIL (RCQ) COMO FATOR DE RISCO PARA O SURGIMENTO DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA (HAS) EM IDOSOS DO INTERIOR DA PARAÍBA. FOI UTILIZADA METODOLOGIA ATIVA DO TIPO APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMA (ABP) NAS INTERVENÇÕES ACERCA DA RELAÇÃO ENTRE O RCQ E A HAS QUE FORAM REALIZADAS NO TERMINAL DE INTEGRAÇÃO DE ÔNIBUS, SITUADO NO CENTRO DE CAMPINA GRANDE, INTERIOR DA PARAÍBA, NO PERÍODO DE FEVEREIRO A ABRIL DE 2019, TOTALIZANDO 84 ATENDIMENTOS. EM UM PRIMEIRO MOMENTO, ERA REALIZADA A ABORDAGEM DOS IDOSOS USUÁRIOS DO TRANSPORTE PÚBLICO ACERCA DA INTERVENÇÃO QUE CONSIGNA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE ACERCA DO RCQ COMO FR PARA HAS. POR CONSEGUINTE, CASO SE DISPUSERA A PARTICIPAR VOLUNTARIAMENTE DA INTERVENÇÃO, O IDOSO ERA DIRECIONADO AO ACOLHIMENTO. NO SEGUNDO MOMENTO, ERAM REGISTRADAS INFORMAÇÕES REFERENTES AO PERFIL SOCIAL E CLÍNICO DO IDOSO. NO TERCEIRO MOMENTO, REALIZAVA-SE A AFERIÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL E MENSURAVAM-SE AS MEDIDAS DA CINTURA E QUADRIL A FIM DE OBTER O CÁLCULO DA RCQ, POR FIM, MEDIANTE OS RESULTADOS, O ASSISTIDO ERA ORIENTADO A ADOTAR PRÁTICAS DE VIDA SAUDÁVEIS QUE IRIA RESULTAR EM MELHOR QUALIDADE DE VIDA NA TERCEIRA IDADE. FOI POSSÍVEL OBSERVAR QUE DOS IDOSOS ASSISTIDOS, 80,93% APRESENTAVA O RCQ ELEVADO, DESTES 57,14% ERAM PORTADORES DA HAS. FAZ-SE NECESSÁRIA EDUCAÇÃO EM SAÚDE EM ESPAÇOS DE GRANDE CIRCULAÇÃO DE PESSOAS, SOBRETUDO, IDOSOS POR ESTA PROPICIAR O SURGIMENTO DA HAS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.