Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

FOTOTERAPIA LED ASSOCIADO A CREME REESTRUTURANTE EM PACIENTE DIABÉTICO TIPO I

Palavra-chaves: PÉ DIABÉTICO, LEDS, CREME REESTRUTURANTE Pôster (PO) Enfermagem
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5339
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 326
    "inscrito_id" => 1936
    "titulo" => "FOTOTERAPIA LED ASSOCIADO A CREME REESTRUTURANTE EM PACIENTE DIABÉTICO TIPO I"
    "resumo" => "Pé diabético, segundo definição do Consenso Internacional sobre Pé Diabético, é infecção, ulceração e ou destruição dos tecidos profundos associadas a anormalidades neurológicas e vários graus de doença vascular periférica nos membros inferiores. Os problemas com os pés representam uma das mais importantes complicações crônicas do diabetes. A ulceração é a causa mais comum de amputações não traumáticas de membros inferiores em países industrializados, ocorrendo em 15% dos diabéticos e é responsável por 6% a 20% das hospitalizações. O paciente diabético tipo I sofre dificuldade de cicatrização, levando a altíssimo tempo de tratamento. Essas úlceras podem passar anos abertas proporcionando um custo excessivo, desenvolvendo meios de contaminação, dor e desconforto para o paciente. A NASA National Aeronautics and Space Administration ,relata estudos da eficácia da fototerapia leds  onde a mesma demonstra em seu artigo a  regeneração de tecidos lesados, devido a potencialidade da terapia a agencia vem usando em seus tripilantes para acelerar a a cicatrização e diminuir riscos de fadiga. Objetivos: Avaliar a eficácia e segurança terapêutica do GLUK DERM CURE associado aos recursos fototerapêuticos  (LEDs), no tratamento de pé diabético em paciente, portador de diabetes tipo I   . Metodologia: Trata-se de um estudo de caso  em paciente portador de pé diabético onde o paciente  tinha complicação pela diabetes tipo I. Usamos Câmera fotográfica marca Sony W210 12.1MP onde foram feitas fotos datadas com mensuração de bodas da ferida no inicio e termino do tratamento para avaliação do tempo de cicatrização e custo, utilizamos também Leds da marca bios therapy II, e usando  GLUK DERM CURE como creme reestruturante. Resultados: Paciente: Sr(a). I. com  51 anos, aposentada portador de diabetes tipo I apresenta úlcera devido amputação parcial do pé direito devido complicações da diabetes, dor intensa,  onde iniciou tratamento convencional que teve insucesso, após 60 dias iniciamos o tratamento fototerapêutico concomitante com o GLUK DERM CURE com troca a cada 24 horas. Cicatrização total de pé diabético aconteceu em 90 dias corridos totalizando com  50 curativos e 25 sessões de fototerapia. Conclusão: Com o resultado obtidos na pesquisa podemos concluir que  usando  GLUK DERM CURE e a fototerapia,  cicatrizamos a  ulcera em um período  de 90 dias  corridos. enfim podemos afirmar que a  ação cicatrizante do curativo e terapia proporcionado menor tempo de cicatrização, melhor qualidade de vida para o paciente devido a eficácia do tratamento e diminuição de custos"
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Enfermagem"
    "palavra_chave" => "PÉ DIABÉTICO, LEDS, CREME REESTRUTURANTE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_12_03_2014_20_03_35_idinscrito_1936_772750518edbc9bd7158af6715b8b7e1.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LAÉRCIO SOUZA DIAS"
    "autor_nome_curto" => "LAÉRCIO SOUZA"
    "autor_email" => "enffisiocare@hotmail.com"
    "autor_ies" => "IESP"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5339
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 326
    "inscrito_id" => 1936
    "titulo" => "FOTOTERAPIA LED ASSOCIADO A CREME REESTRUTURANTE EM PACIENTE DIABÉTICO TIPO I"
    "resumo" => "Pé diabético, segundo definição do Consenso Internacional sobre Pé Diabético, é infecção, ulceração e ou destruição dos tecidos profundos associadas a anormalidades neurológicas e vários graus de doença vascular periférica nos membros inferiores. Os problemas com os pés representam uma das mais importantes complicações crônicas do diabetes. A ulceração é a causa mais comum de amputações não traumáticas de membros inferiores em países industrializados, ocorrendo em 15% dos diabéticos e é responsável por 6% a 20% das hospitalizações. O paciente diabético tipo I sofre dificuldade de cicatrização, levando a altíssimo tempo de tratamento. Essas úlceras podem passar anos abertas proporcionando um custo excessivo, desenvolvendo meios de contaminação, dor e desconforto para o paciente. A NASA National Aeronautics and Space Administration ,relata estudos da eficácia da fototerapia leds  onde a mesma demonstra em seu artigo a  regeneração de tecidos lesados, devido a potencialidade da terapia a agencia vem usando em seus tripilantes para acelerar a a cicatrização e diminuir riscos de fadiga. Objetivos: Avaliar a eficácia e segurança terapêutica do GLUK DERM CURE associado aos recursos fototerapêuticos  (LEDs), no tratamento de pé diabético em paciente, portador de diabetes tipo I   . Metodologia: Trata-se de um estudo de caso  em paciente portador de pé diabético onde o paciente  tinha complicação pela diabetes tipo I. Usamos Câmera fotográfica marca Sony W210 12.1MP onde foram feitas fotos datadas com mensuração de bodas da ferida no inicio e termino do tratamento para avaliação do tempo de cicatrização e custo, utilizamos também Leds da marca bios therapy II, e usando  GLUK DERM CURE como creme reestruturante. Resultados: Paciente: Sr(a). I. com  51 anos, aposentada portador de diabetes tipo I apresenta úlcera devido amputação parcial do pé direito devido complicações da diabetes, dor intensa,  onde iniciou tratamento convencional que teve insucesso, após 60 dias iniciamos o tratamento fototerapêutico concomitante com o GLUK DERM CURE com troca a cada 24 horas. Cicatrização total de pé diabético aconteceu em 90 dias corridos totalizando com  50 curativos e 25 sessões de fototerapia. Conclusão: Com o resultado obtidos na pesquisa podemos concluir que  usando  GLUK DERM CURE e a fototerapia,  cicatrizamos a  ulcera em um período  de 90 dias  corridos. enfim podemos afirmar que a  ação cicatrizante do curativo e terapia proporcionado menor tempo de cicatrização, melhor qualidade de vida para o paciente devido a eficácia do tratamento e diminuição de custos"
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Enfermagem"
    "palavra_chave" => "PÉ DIABÉTICO, LEDS, CREME REESTRUTURANTE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_12_03_2014_20_03_35_idinscrito_1936_772750518edbc9bd7158af6715b8b7e1.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LAÉRCIO SOUZA DIAS"
    "autor_nome_curto" => "LAÉRCIO SOUZA"
    "autor_email" => "enffisiocare@hotmail.com"
    "autor_ies" => "IESP"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Pé diabético, segundo definição do Consenso Internacional sobre Pé Diabético, é infecção, ulceração e ou destruição dos tecidos profundos associadas a anormalidades neurológicas e vários graus de doença vascular periférica nos membros inferiores. Os problemas com os pés representam uma das mais importantes complicações crônicas do diabetes. A ulceração é a causa mais comum de amputações não traumáticas de membros inferiores em países industrializados, ocorrendo em 15% dos diabéticos e é responsável por 6% a 20% das hospitalizações. O paciente diabético tipo I sofre dificuldade de cicatrização, levando a altíssimo tempo de tratamento. Essas úlceras podem passar anos abertas proporcionando um custo excessivo, desenvolvendo meios de contaminação, dor e desconforto para o paciente. A NASA National Aeronautics and Space Administration ,relata estudos da eficácia da fototerapia leds onde a mesma demonstra em seu artigo a regeneração de tecidos lesados, devido a potencialidade da terapia a agencia vem usando em seus tripilantes para acelerar a a cicatrização e diminuir riscos de fadiga. Objetivos: Avaliar a eficácia e segurança terapêutica do GLUK DERM CURE associado aos recursos fototerapêuticos (LEDs), no tratamento de pé diabético em paciente, portador de diabetes tipo I . Metodologia: Trata-se de um estudo de caso em paciente portador de pé diabético onde o paciente tinha complicação pela diabetes tipo I. Usamos Câmera fotográfica marca Sony W210 12.1MP onde foram feitas fotos datadas com mensuração de bodas da ferida no inicio e termino do tratamento para avaliação do tempo de cicatrização e custo, utilizamos também Leds da marca bios therapy II, e usando GLUK DERM CURE como creme reestruturante. Resultados: Paciente: Sr(a). I. com 51 anos, aposentada portador de diabetes tipo I apresenta úlcera devido amputação parcial do pé direito devido complicações da diabetes, dor intensa, onde iniciou tratamento convencional que teve insucesso, após 60 dias iniciamos o tratamento fototerapêutico concomitante com o GLUK DERM CURE com troca a cada 24 horas. Cicatrização total de pé diabético aconteceu em 90 dias corridos totalizando com 50 curativos e 25 sessões de fototerapia. Conclusão: Com o resultado obtidos na pesquisa podemos concluir que usando GLUK DERM CURE e a fototerapia, cicatrizamos a ulcera em um período de 90 dias corridos. enfim podemos afirmar que a ação cicatrizante do curativo e terapia proporcionado menor tempo de cicatrização, melhor qualidade de vida para o paciente devido a eficácia do tratamento e diminuição de custos

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.