Artigo Anais XIII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

RECORTES DA SUBALTERNIZAÇÃO FEMININA EM OLHOS D’ÁGUA DE CONCEIÇÃO EVARISTO

Palavra-chaves: CONCEIÇÃO EVARISTO, OLHOS D’ÁGUA, ANA DAVENGA, MARIA, MARIA Comunicação Oral (CO) GT 06 – Estudos literários, Gênero e Sexualidades
"2018-07-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42189
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 52
    "inscrito_id" => 321
    "titulo" => """
      RECORTES DA SUBALTERNIZAÇÃO FEMININA EM OLHOS D’ÁGUA\r\n
      DE CONCEIÇÃO EVARISTO
      """
    "resumo" => """
      Resumo: Conceição Evaristo, renomada escritora brasileira, figura no cenário literário nacional e internacional\r\n
      com proeminentes obras; romances poesias e contos fazem parte da sua produção. Traduzidos em vários\r\n
      idiomas, seus versos e narrativas permitem conhecer a realidade socioeconômica vivenciada por mulheres,\r\n
      pobres, negras, características que as relegam à margem de uma sociedade que se “pretende” democrática,\r\n
      porém impõe, por ações e palavras, limites a serem respeitados pelos seres subalternizados. O tom de denúncia\r\n
      social, empregado pela autora, dialoga com os discursos proferidos pelos (as) companheiros (as) que militam\r\n
      consigo no Movimento Negro, os (as) quais reivindicam respeito e igualdade, por questões étnicas, e no caso\r\n
      das mulheres de gênero, uma vez que a inserção em uma sociedade patriarcal impõe desafios constantes ao ser\r\n
      feminino. Destaca-se as “escrevivências” de Conceição Evaristo em Olhos D’água, coletânea de contos, na\r\n
      qual a escritora enfatiza o sofrimento de uma coletividade, multiplamente, subalternizada pela misoginia,\r\n
      racismo e preconceito social. O sofrimento, evidenciado no título da obra, é compartilhado pelas protagonistas\r\n
      das narrativas Ana Davenga e Maria, cujos dilemas representam as vivências de inúmeras faces, tendo em vista\r\n
      a observação do ficcional a partir da realidade do Brasil. Verifica-se, por fim, a brevidade da vida de tais\r\n
      personagens, vítimas da banalização da violência, ratificando a proposição de que a arte imita a vida.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 06 – Estudos literários, Gênero e Sexualidades"
    "palavra_chave" => "CONCEIÇÃO EVARISTO, OLHOS D’ÁGUA, ANA DAVENGA, MARIA, MARIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA7_ID321_24042018105730.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANA CAROLINE GENÉSIO RODRIGUES"
    "autor_nome_curto" => "ANA CAROLINE"
    "autor_email" => "ana.rodrigues.lts@gmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42189
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 52
    "inscrito_id" => 321
    "titulo" => """
      RECORTES DA SUBALTERNIZAÇÃO FEMININA EM OLHOS D’ÁGUA\r\n
      DE CONCEIÇÃO EVARISTO
      """
    "resumo" => """
      Resumo: Conceição Evaristo, renomada escritora brasileira, figura no cenário literário nacional e internacional\r\n
      com proeminentes obras; romances poesias e contos fazem parte da sua produção. Traduzidos em vários\r\n
      idiomas, seus versos e narrativas permitem conhecer a realidade socioeconômica vivenciada por mulheres,\r\n
      pobres, negras, características que as relegam à margem de uma sociedade que se “pretende” democrática,\r\n
      porém impõe, por ações e palavras, limites a serem respeitados pelos seres subalternizados. O tom de denúncia\r\n
      social, empregado pela autora, dialoga com os discursos proferidos pelos (as) companheiros (as) que militam\r\n
      consigo no Movimento Negro, os (as) quais reivindicam respeito e igualdade, por questões étnicas, e no caso\r\n
      das mulheres de gênero, uma vez que a inserção em uma sociedade patriarcal impõe desafios constantes ao ser\r\n
      feminino. Destaca-se as “escrevivências” de Conceição Evaristo em Olhos D’água, coletânea de contos, na\r\n
      qual a escritora enfatiza o sofrimento de uma coletividade, multiplamente, subalternizada pela misoginia,\r\n
      racismo e preconceito social. O sofrimento, evidenciado no título da obra, é compartilhado pelas protagonistas\r\n
      das narrativas Ana Davenga e Maria, cujos dilemas representam as vivências de inúmeras faces, tendo em vista\r\n
      a observação do ficcional a partir da realidade do Brasil. Verifica-se, por fim, a brevidade da vida de tais\r\n
      personagens, vítimas da banalização da violência, ratificando a proposição de que a arte imita a vida.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 06 – Estudos literários, Gênero e Sexualidades"
    "palavra_chave" => "CONCEIÇÃO EVARISTO, OLHOS D’ÁGUA, ANA DAVENGA, MARIA, MARIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA7_ID321_24042018105730.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANA CAROLINE GENÉSIO RODRIGUES"
    "autor_nome_curto" => "ANA CAROLINE"
    "autor_email" => "ana.rodrigues.lts@gmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de julho de 2018

Resumo

Resumo: Conceição Evaristo, renomada escritora brasileira, figura no cenário literário nacional e internacional com proeminentes obras; romances poesias e contos fazem parte da sua produção. Traduzidos em vários idiomas, seus versos e narrativas permitem conhecer a realidade socioeconômica vivenciada por mulheres, pobres, negras, características que as relegam à margem de uma sociedade que se “pretende” democrática, porém impõe, por ações e palavras, limites a serem respeitados pelos seres subalternizados. O tom de denúncia social, empregado pela autora, dialoga com os discursos proferidos pelos (as) companheiros (as) que militam consigo no Movimento Negro, os (as) quais reivindicam respeito e igualdade, por questões étnicas, e no caso das mulheres de gênero, uma vez que a inserção em uma sociedade patriarcal impõe desafios constantes ao ser feminino. Destaca-se as “escrevivências” de Conceição Evaristo em Olhos D’água, coletânea de contos, na qual a escritora enfatiza o sofrimento de uma coletividade, multiplamente, subalternizada pela misoginia, racismo e preconceito social. O sofrimento, evidenciado no título da obra, é compartilhado pelas protagonistas das narrativas Ana Davenga e Maria, cujos dilemas representam as vivências de inúmeras faces, tendo em vista a observação do ficcional a partir da realidade do Brasil. Verifica-se, por fim, a brevidade da vida de tais personagens, vítimas da banalização da violência, ratificando a proposição de que a arte imita a vida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.