Artigo Anais III SINPROVS

ANAIS de Evento

ISSN: 978-85-7946-272-6

Visualizações: 364
ÁCIDO SALICÍLICO COMO ATENUADOR DO DÉFICIT HÍDRICO NO CRESCIMENTO INICIAL DE GENÓTIPOS DE VIGNA UNGUICULATA

Palavra-chaves: FEIJÃO-CAUPI, SECA, ELICIADOR, POTENCIAL HÍDRICO Pôster (PO) AT 04. Impactos dos fatores bióticos e abióticos na Produção Vegetal Publicado em 07 de maio de 2018

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência do ácido salicílico no status hídrico e no crescimento inicial de dois genótipos de feijão-caupi, em condições de deficiência hídrica. Os genótipos de feijoeiro, Marataoã e Aracé, foram cultivados sob duas lâminas de irrigação (W100 e W50, 100% e 50% da reposição hídrica da evapotranspiração, respectivamente), além da aplicação foliar de duas doses de ácido salicílico (0,0 e 1,0 mM). O esquema fatorial (2 GEN x 2 LAM x 2 AS) foi disposto em delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições, totalizando 32 unidades experimentais. Após 40 dias da aplicação dos tratamentos, foram coletadas as partes aéreas das plantas e realizadas avaliações quanto ao status hídrico e indicadores de crescimento, representados pelo potencial hídrico foliar, taxa de crescimento absoluto da altura, área foliar, diâmetro caulinar e massa fresca foliar. A aplicação do ácido salicílico via foliar aumentou o potencial hídrico do genótipo Marataoã em condições de déficit hídrico. Apesar do déficit hídrico não afetar os indicadores de crescimento de ambos os genótipos avaliados, nas condições do presente estudo, a aplicação de ácido salicílico aumentou a taxa de crescimento absoluto da altura, da área foliar, do diâmetro caulinar e da massa fresca do genótipo Aracé, submetido ao déficit hídrico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.