Artigo Anais V CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

ANÁLISE DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS URBANOS

Palavra-chaves: CAPACIDADE FUNCIONAL, ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA, ATIVIDADES INSTRUMENTAIS DE VIDA DIÁRIA, SAÚDE DO IDOSO Tema Livre (TL) AT-05: Fisioterapia Gerontológica
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 34093
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 887
    "inscrito_id" => 2752
    "titulo" => "ANÁLISE DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS URBANOS"
    "resumo" => "Capacidade funcional pode ser definida como o potencial que os idosos apresentam para decidir e atuar em suas vidas de forma independente, no seu cotidiano, apresentando talvez a necessidade de ajuda para executar tarefas no seu dia-a-dia, Atividades Básicas de Vida Diária (ABVD) e Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD). A Capacidade Funcional pode ser avaliada por diversos procedimentos, como os testes de desempenho físico ou questionários. Na presente pesquisa, optamos por descrever a população estudada através da variável capacidade funcional, a partir do cruzamento das escalas definidas por Katz e Lawton. Nesse sentido o plano de trabalho teve como objetivo, identificar a prevalência de idosos dependentes e independentes em relação à sua capacidade funcional na amostra estudada, em uma perspectiva analítica e descritiva. A amostra estudada foi de idosos acima de 60 anos adscritos na Rede de UBS distribuída entre seis distritos sanitário da cidade de Campina Grande- PB. Fizeram parte da pesquisa 498 idosos, sendo 400 do sexo feminino (80,3%) e 98 do sexo masculino (19,7%). A média de idade foi 71,14, sendo a idade mínima 60 anos e a máxima, 92 anos. A maioria da proporção de idosos foi considerada independente para atividades básicas de vida diária, enquanto que dependentes para atividades instrumentais de vida diária. Assim, é essencial que se busque a promoção da saúde e a prevenção de doenças, através de medidas educativas e intervenções terapêuticas a fim de minimizar os fatores que interferem na capacidade funcional e consequentemente na qualidade de vida dos idosos."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "AT-05: Fisioterapia Gerontológica"
    "palavra_chave" => "CAPACIDADE FUNCIONAL, ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA, ATIVIDADES INSTRUMENTAIS DE VIDA DIÁRIA, SAÚDE DO IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD2_SA5_ID2752_17102017005151.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:33"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "WENDELL AGUIAR SILVA"
    "autor_nome_curto" => "WENDELL AGUIAR"
    "autor_email" => "wendellaguiarsilva@hotmai"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (UEPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 34093
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 887
    "inscrito_id" => 2752
    "titulo" => "ANÁLISE DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS URBANOS"
    "resumo" => "Capacidade funcional pode ser definida como o potencial que os idosos apresentam para decidir e atuar em suas vidas de forma independente, no seu cotidiano, apresentando talvez a necessidade de ajuda para executar tarefas no seu dia-a-dia, Atividades Básicas de Vida Diária (ABVD) e Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD). A Capacidade Funcional pode ser avaliada por diversos procedimentos, como os testes de desempenho físico ou questionários. Na presente pesquisa, optamos por descrever a população estudada através da variável capacidade funcional, a partir do cruzamento das escalas definidas por Katz e Lawton. Nesse sentido o plano de trabalho teve como objetivo, identificar a prevalência de idosos dependentes e independentes em relação à sua capacidade funcional na amostra estudada, em uma perspectiva analítica e descritiva. A amostra estudada foi de idosos acima de 60 anos adscritos na Rede de UBS distribuída entre seis distritos sanitário da cidade de Campina Grande- PB. Fizeram parte da pesquisa 498 idosos, sendo 400 do sexo feminino (80,3%) e 98 do sexo masculino (19,7%). A média de idade foi 71,14, sendo a idade mínima 60 anos e a máxima, 92 anos. A maioria da proporção de idosos foi considerada independente para atividades básicas de vida diária, enquanto que dependentes para atividades instrumentais de vida diária. Assim, é essencial que se busque a promoção da saúde e a prevenção de doenças, através de medidas educativas e intervenções terapêuticas a fim de minimizar os fatores que interferem na capacidade funcional e consequentemente na qualidade de vida dos idosos."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "AT-05: Fisioterapia Gerontológica"
    "palavra_chave" => "CAPACIDADE FUNCIONAL, ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA, ATIVIDADES INSTRUMENTAIS DE VIDA DIÁRIA, SAÚDE DO IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD2_SA5_ID2752_17102017005151.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:33"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "WENDELL AGUIAR SILVA"
    "autor_nome_curto" => "WENDELL AGUIAR"
    "autor_email" => "wendellaguiarsilva@hotmai"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (UEPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

Capacidade funcional pode ser definida como o potencial que os idosos apresentam para decidir e atuar em suas vidas de forma independente, no seu cotidiano, apresentando talvez a necessidade de ajuda para executar tarefas no seu dia-a-dia, Atividades Básicas de Vida Diária (ABVD) e Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD). A Capacidade Funcional pode ser avaliada por diversos procedimentos, como os testes de desempenho físico ou questionários. Na presente pesquisa, optamos por descrever a população estudada através da variável capacidade funcional, a partir do cruzamento das escalas definidas por Katz e Lawton. Nesse sentido o plano de trabalho teve como objetivo, identificar a prevalência de idosos dependentes e independentes em relação à sua capacidade funcional na amostra estudada, em uma perspectiva analítica e descritiva. A amostra estudada foi de idosos acima de 60 anos adscritos na Rede de UBS distribuída entre seis distritos sanitário da cidade de Campina Grande- PB. Fizeram parte da pesquisa 498 idosos, sendo 400 do sexo feminino (80,3%) e 98 do sexo masculino (19,7%). A média de idade foi 71,14, sendo a idade mínima 60 anos e a máxima, 92 anos. A maioria da proporção de idosos foi considerada independente para atividades básicas de vida diária, enquanto que dependentes para atividades instrumentais de vida diária. Assim, é essencial que se busque a promoção da saúde e a prevenção de doenças, através de medidas educativas e intervenções terapêuticas a fim de minimizar os fatores que interferem na capacidade funcional e consequentemente na qualidade de vida dos idosos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.