Artigo Anais II CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

AVALIAÇÃO DO ACESSO AS AÇÕES DE PROMOÇÃO DE SAÚDE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS BUCAIS EM MUNICÍPIO DO NORDESTE BRASILEIRO – RESULTADOS PRELIMINARES

Palavra-chaves: PROMOÇÃO DA SAÚDE, PREVENÇÃO DE DOENÇAS, ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA, ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE Comunicação Oral (CO) AT-07: Saúde Coletiva Publicado em 14 de junho de 2017

Resumo

As ações de prevenção e promoção de Saúde Bucal (SB) possuem um caráter fundamental para a melhoria da qualidade de vida da população, à medida que proporciona a criação de boas práticas em saúde, instigando a população ao desenvolvimento de comportamentos saudáveis, por esta razão o acesso a estas ações necessita ser investigado. Este trabalho tem como objetivo avaliar o acesso às ações de promoção à SB e prevenção de agravos e doenças em usuários residentes em áreas cobertas pela Estratégia Saúde da Família do município de Patos- PB. Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, de base populacional, utilizando os formulários PNAD – 2003 (IBGE, 2005) e Goes (2001) para guiar as entrevistas. Os dados são analisados através do programa estatístico Statistical Package for Social Science (SPSS) versão 20.0. A pesquisa foi submetida à análise do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), tendo sido aprovada sob o CAAE 20260313.1.0000.5187. Identificou-se que 65,6% dos indivíduos entrevistados tiveram acesso a alguma palestra ou reunião em que foram enfocados temas sobre saúde bucal, 54,7% dos respondentes afirmaram que já receberam algum kit de escovação dentária (creme dental e/ou escova), ou algum material educativo (folder, cartazes, panfletos), ou ainda, participaram de alguma ação de aplicação tópica de flúor (ATF). Observou-se que, somente 11 indivíduos (17,2%) receberam a visita do Auxiliar em Saúde Bucal, Agente Comunitário de Saúde ou do Cirurgião Dentista com enfoque nas orientações sobre cuidados com a Saúde Bucal. Dessa forma, a partir dos resultados obtidos na pesquisa, pode-se inferir a necessidade de ampliação das práticas de promoção e prevenção em saúde bucal na comunidade, como forma de reverter o baixo acesso a estes serviços, contribuindo, assim, para a reorientação das práticas de Saúde Bucal no município.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.