Artigo Anais I CONIDIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-186X

A CIDADE QUE PERCEBO E A CIDADE QUE IMAGINO: AS TERRITORIALIDADES NO URBANO SEMIÁRIDO APREENDIDAS PELO PROJETO CONVIVERDE

Palavra-chaves: VERDE URBANO, TERRITORIALIDADES, SEMIÁRIDO BRASILEIRO Comunicação Oral (CO) GT 09 - Espaços, paisagens e territórios no semiárido Publicado em 10 de novembro de 2016

Resumo

O trabalho apresenta o projeto de pesquisa CONVIVERDE2, e suas ações em verde urbano para problematizar, refletir e agir com as territorialidades no conviver com as cidades médias do Semiárido, bem como, apreender os significados simbólico-culturais que os sujeitos constroem sobre o viver e o conviver no urbano, no contexto de Semiárido Brasileiro3. Este estudo é parte do subprojeto “Conviverde nas Escolas: Práticas em Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido Brasileiro”, o qual segue o viés interdisciplinar, inserindo as abordagens da Geografia Cultural- Humanista para apreender os sentidos de territorialidade sertaneja e do espaço vivido; da Arquitetura e Urbanismo, o qual tematiza as questões do conforto ambiental e da sustentabilidade urbana; E, da Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido Brasileiro (ECSAB), a qual elenca os fundamentos do pensamento complexo e decolonial como formas dos sujeitos do processo educativo contextualizarem o ensino e a aprendizagem. O projeto se realizou de 2014 a 2016, atuando em 5 escolas públicas municipais de Juazeiro, envolvendo alunos do 2ª ao 5º anos, por meio de oficinas de desenhos e de mapas mentais. Apreendeu-se que as percepções do espaço vivido pela criança moradora do meio urbano revelam o Semiárido como um contexto distante e desconhecido, e que a cidade imaginada por elas, demonstra o tanto que desejam Juazeiro como cidade sustentável, que a mesma seja mais verde, mais acolhedora da infância e mais dialógica entre moradores, espaços de lazer e meio ambiente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.