Artigo Anais SEMLICA

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-9333

Visualizações: 193
ORALIDADE E LINGUAGEM – UM OLHAR NA SALA DE AULA INFANTIL - ESTUDO DE CASO

Publicado em 13 de julho de 2013

Resumo

RESUMOO presente artigo propõe-se analisar questões ligadas a Educação Infantil, enfatizando, para tanto a relação existente entre a fala, a linguagem e a oralidade da criança com a faixa etária de dois a cinco anos de idade. Buscando compreender e refletir sobre a formação oral e lingüística da criança em sua primeira fase escolar, bem como a função da escola e o papel do professor nesta etapa de ensino. Este estudo foi realizado no Colégio Normal Francisca Mendes, localizado na Avenida Venâncio Neiva no município de Catolé do Rocha, Estado da Paraíba. É uma instituição de ensino particular ligada à igreja católica e que desenvolve o ensino na educação infantil, fundamental e médio. A linguagem se constitui numa necessidade inerente ao ser humano, tendo em vista o caráter social que esta apresenta. Desse modo, todo homem, em sua essência, precisa interagir com os seus semelhantes e, para isso, utiliza-se das expressões linguísticas oral e /ou escrita. A metodologia utilizada na pesquisa foi à bibliográfica, pesquisa exploratória e estudo de campo, que tem como base a observação e intervenção quando “necessária”. O material bibliográfico foi lido e resumido durante todo o trabalho. No estudo de campo foi realizada encontros em duas salas de aula com os dois professores da área de ensino infantil e em torno de vinte e cinco crianças dessa série. Portanto, cabe a cada professor a consciência de que cada palavra ou um ato seu estará gravado na cabecinha da criança, e poderá modificar a vida dela, para melhor ou pior. Esta profissão não é um simples ganha-pão, é uma responsabilidade imensa com vidas que lhe estão sendo confiadas, portanto é com esta importância e seriedade que deve ser encarada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.