Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

EMOÇÕES, AFETIVIDADE E FORMAÇÃO DO VÍNCULO: O BRINCAR COMO INSTRUMENTO TERAPÊUTICO

Palavra-chaves: SAÚDE, HUMANIZAÇÃO, VÍNCULO Pôster (PO) AT-07: SAÚDE COLETIVA
"2016-06-15 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 19135
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 865
    "inscrito_id" => 147
    "titulo" => "EMOÇÕES, AFETIVIDADE E FORMAÇÃO DO VÍNCULO: O BRINCAR COMO INSTRUMENTO TERAPÊUTICO"
    "resumo" => "Sabe-se que a experiência da doença e hospitalização na infância e adolescência, mesmo quando transitória afeta o indivíduo como um todo. Constituem uma ameaça ao processo contínuo de organização dinâmica do organismo, exigindo um esforço cognitivo e emocional para a integração das novas experiências, visto que debilita as capacidades físicas, psicomotoras, cognitivas e sociais da criança/adolescente, desse modo o brincar se insere como uma tentativa de transformar o ambiente hospitalar, proporcionando melhores condições psicológicas. Posto isto, desenvolveu-se este trabalho de intervenção na pediatria no Hospital Municipal de Irecê/BA, com o intuito de proporcionar a melhoria da qualidade de vida durante a hospitalização, tendo como participantes crianças e adolescentes internados no período de agosto a novembro de 2015. A efetividade desta prática se evidencia no entusiasmo e mudança no estado de humor das crianças, ocupando um lugar de destaque no âmbito da promoção da saúde e atendimento integral à criança, proporcionando não apenas a satisfação das necessidades físicas, mas também as de ordem psicossocial, onde o brincar deve ser concebido como essencial à recuperação da saúde e desenvolvimento global infantil."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-07: SAÚDE COLETIVA"
    "palavra_chave" => "SAÚDE, HUMANIZAÇÃO, VÍNCULO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD4_SA7_ID147_31052016223745.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:05"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JAKSON LUIS GALDINO DOURADO"
    "autor_nome_curto" => "JAKSON GALDINO"
    "autor_email" => "JAKSONPSI@GMAIL.COM"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 19135
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 865
    "inscrito_id" => 147
    "titulo" => "EMOÇÕES, AFETIVIDADE E FORMAÇÃO DO VÍNCULO: O BRINCAR COMO INSTRUMENTO TERAPÊUTICO"
    "resumo" => "Sabe-se que a experiência da doença e hospitalização na infância e adolescência, mesmo quando transitória afeta o indivíduo como um todo. Constituem uma ameaça ao processo contínuo de organização dinâmica do organismo, exigindo um esforço cognitivo e emocional para a integração das novas experiências, visto que debilita as capacidades físicas, psicomotoras, cognitivas e sociais da criança/adolescente, desse modo o brincar se insere como uma tentativa de transformar o ambiente hospitalar, proporcionando melhores condições psicológicas. Posto isto, desenvolveu-se este trabalho de intervenção na pediatria no Hospital Municipal de Irecê/BA, com o intuito de proporcionar a melhoria da qualidade de vida durante a hospitalização, tendo como participantes crianças e adolescentes internados no período de agosto a novembro de 2015. A efetividade desta prática se evidencia no entusiasmo e mudança no estado de humor das crianças, ocupando um lugar de destaque no âmbito da promoção da saúde e atendimento integral à criança, proporcionando não apenas a satisfação das necessidades físicas, mas também as de ordem psicossocial, onde o brincar deve ser concebido como essencial à recuperação da saúde e desenvolvimento global infantil."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-07: SAÚDE COLETIVA"
    "palavra_chave" => "SAÚDE, HUMANIZAÇÃO, VÍNCULO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD4_SA7_ID147_31052016223745.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:05"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JAKSON LUIS GALDINO DOURADO"
    "autor_nome_curto" => "JAKSON GALDINO"
    "autor_email" => "JAKSONPSI@GMAIL.COM"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

Sabe-se que a experiência da doença e hospitalização na infância e adolescência, mesmo quando transitória afeta o indivíduo como um todo. Constituem uma ameaça ao processo contínuo de organização dinâmica do organismo, exigindo um esforço cognitivo e emocional para a integração das novas experiências, visto que debilita as capacidades físicas, psicomotoras, cognitivas e sociais da criança/adolescente, desse modo o brincar se insere como uma tentativa de transformar o ambiente hospitalar, proporcionando melhores condições psicológicas. Posto isto, desenvolveu-se este trabalho de intervenção na pediatria no Hospital Municipal de Irecê/BA, com o intuito de proporcionar a melhoria da qualidade de vida durante a hospitalização, tendo como participantes crianças e adolescentes internados no período de agosto a novembro de 2015. A efetividade desta prática se evidencia no entusiasmo e mudança no estado de humor das crianças, ocupando um lugar de destaque no âmbito da promoção da saúde e atendimento integral à criança, proporcionando não apenas a satisfação das necessidades físicas, mas também as de ordem psicossocial, onde o brincar deve ser concebido como essencial à recuperação da saúde e desenvolvimento global infantil.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.