Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

AVALIAÇÃO DA DOR EM TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA TÊXTIL NO INTERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL.

Palavra-chaves: SAÚDE DO TRABALHADOR, DOR, INDÚSTRIA Comunicação Oral (CO) AT-09: FISIOTERAPIA Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O grande problema na saúde do trabalhador nos dias atuais é o conjunto de afecções que afetam o sistema musculoesquelético. O principal sintoma osteomuscular é a dor, afecção de maior prevalência relacionada ao trabalho. Nessa perspectiva, o objetivo desse trabalho é avaliar a dor, sua intensidade e região anatômica mais acometida de um grupo de trabalhadores da indústria têxtil. A pesquisa é caracterizada como um estudo transversal com abordagem qualitativa e quantitativa. Foi utilizada uma ficha de avaliação fisioterapêutica, e a Escala Visual Analógica no intuito de avaliar a dor constituída de uma linha horizontal de 10 cm numeradas de 0 a 10, onde o número 0 significa “ausência de dor” e o 10 “pior dor possível. Um total de 26 trabalhadores foram avaliados. 81% do sexo feminino e 19% masculino, Em relação aos hábitos de vida 19% eram etilistas, 12% eram fumantes e apenas 23% frequentemente praticavam atividades físicas. De acordo com a avaliação da dor pode-se inferir que 88% (n=23) sofriam de alguma queixa de dor, a intensidade da dor verificada através da EVA variou entre 2 e 8 com média de 4,8 (±2,4), a região que obteve maior intensidade na dor foi a região dos ombros (6,6) seguido pela região lombar e cervical (6), a região de menor EVA foi o punho (6). O presente estudo mostra uma grande parcela dos trabalhadores apresentando dores ocupacionais. A região com maior incidência de queixas foi à coluna lombar e a maior intensidade de dor referida foi à região dos ombros

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.