Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ANSIEDADE TRAÇO DOS USUÁRIOS DE CRACK EM PROCESSO DE DESINTOXICAÇÃO EM COMUNIDADES TERAPÊUTICAS DO ESTADO DA PARAÍBA

Palavra-chaves: COCAÍNA CRACK, USUÁRIOS DE DROGAS, ANSIEDADE, COMUNIDADE TERAPÊUTICA Comunicação Oral (CO) AT-05: SAÚDE MENTAL
"2016-06-15 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 18898
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 268
    "inscrito_id" => 1594
    "titulo" => "ANSIEDADE TRAÇO DOS USUÁRIOS DE CRACK EM PROCESSO DE DESINTOXICAÇÃO EM COMUNIDADES TERAPÊUTICAS DO ESTADO DA PARAÍBA"
    "resumo" => "O crack representa um problema preocupante para o Estado no âmbito da saúde pública. A ocorrência de transtornos psiquiátricos, dentre eles a ansiedade, em dependentes químicos é comum e dificulta o processo de desintoxicação no qual as comunidades terapêuticas se apresentam como proposta de intervenção. A presente pesquisa objetivou verificar os níveis de ansiedade traço dos usuários de crack internos em duas comunidades terapêuticas no estado da Paraíba, através de um estudo descritivo de abordagem quantitativa, desenvolvido com 20 voluntários no período julho/setembro de 2015, no qual a coleta de dados foi realizada pela utilização do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE-T).Os dados foram analisados com o auxilio do programa estatístico Graph Pad Prism e posteriormente organizados em tabela para melhor compreensão. Após este processo verificou-se que os usuários de crack internos nas comunidades terapêuticas pesquisadas apresentaram alto nível de ansiedade traço, no qual a ocorrência de sintomas da ansiedade é comum nesses indivíduos devido ao ambiente que estão inseridos e a forma que vivem. Sendo assim, faz-se necessário o manejo correto da ansiedade no tratamento ao dependente químico para que dessa forma seja possível montar estratégias terapêuticas de eficácia, ao passo que se reduz o risco de não adesão ao tratamento."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-05: SAÚDE MENTAL"
    "palavra_chave" => "COCAÍNA CRACK, USUÁRIOS DE DROGAS, ANSIEDADE, COMUNIDADE TERAPÊUTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD1_SA5_ID1594_02052016163230.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:04"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "POLIANA RAFAELA DOS SANTOS ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "POLIANA RAFAELA"
    "autor_email" => "POLYBRAS1@YAHOO.COM.BR"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 18898
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 268
    "inscrito_id" => 1594
    "titulo" => "ANSIEDADE TRAÇO DOS USUÁRIOS DE CRACK EM PROCESSO DE DESINTOXICAÇÃO EM COMUNIDADES TERAPÊUTICAS DO ESTADO DA PARAÍBA"
    "resumo" => "O crack representa um problema preocupante para o Estado no âmbito da saúde pública. A ocorrência de transtornos psiquiátricos, dentre eles a ansiedade, em dependentes químicos é comum e dificulta o processo de desintoxicação no qual as comunidades terapêuticas se apresentam como proposta de intervenção. A presente pesquisa objetivou verificar os níveis de ansiedade traço dos usuários de crack internos em duas comunidades terapêuticas no estado da Paraíba, através de um estudo descritivo de abordagem quantitativa, desenvolvido com 20 voluntários no período julho/setembro de 2015, no qual a coleta de dados foi realizada pela utilização do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE-T).Os dados foram analisados com o auxilio do programa estatístico Graph Pad Prism e posteriormente organizados em tabela para melhor compreensão. Após este processo verificou-se que os usuários de crack internos nas comunidades terapêuticas pesquisadas apresentaram alto nível de ansiedade traço, no qual a ocorrência de sintomas da ansiedade é comum nesses indivíduos devido ao ambiente que estão inseridos e a forma que vivem. Sendo assim, faz-se necessário o manejo correto da ansiedade no tratamento ao dependente químico para que dessa forma seja possível montar estratégias terapêuticas de eficácia, ao passo que se reduz o risco de não adesão ao tratamento."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-05: SAÚDE MENTAL"
    "palavra_chave" => "COCAÍNA CRACK, USUÁRIOS DE DROGAS, ANSIEDADE, COMUNIDADE TERAPÊUTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD1_SA5_ID1594_02052016163230.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:04"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "POLIANA RAFAELA DOS SANTOS ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "POLIANA RAFAELA"
    "autor_email" => "POLYBRAS1@YAHOO.COM.BR"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O crack representa um problema preocupante para o Estado no âmbito da saúde pública. A ocorrência de transtornos psiquiátricos, dentre eles a ansiedade, em dependentes químicos é comum e dificulta o processo de desintoxicação no qual as comunidades terapêuticas se apresentam como proposta de intervenção. A presente pesquisa objetivou verificar os níveis de ansiedade traço dos usuários de crack internos em duas comunidades terapêuticas no estado da Paraíba, através de um estudo descritivo de abordagem quantitativa, desenvolvido com 20 voluntários no período julho/setembro de 2015, no qual a coleta de dados foi realizada pela utilização do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE-T).Os dados foram analisados com o auxilio do programa estatístico Graph Pad Prism e posteriormente organizados em tabela para melhor compreensão. Após este processo verificou-se que os usuários de crack internos nas comunidades terapêuticas pesquisadas apresentaram alto nível de ansiedade traço, no qual a ocorrência de sintomas da ansiedade é comum nesses indivíduos devido ao ambiente que estão inseridos e a forma que vivem. Sendo assim, faz-se necessário o manejo correto da ansiedade no tratamento ao dependente químico para que dessa forma seja possível montar estratégias terapêuticas de eficácia, ao passo que se reduz o risco de não adesão ao tratamento.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.