Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ANÁLISE BIOMECÂNICA DA POSTURA DE PACIENTES PORTADORES DE DESORDEM TEMPOROMANDIBULAR

Palavra-chaves: DESORDEM TEMPOROMANDIBULAR, ESTABILOMETRIA, POSTURA Pôster (PO) AT-09: FISIOTERAPIA Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

As desordens temporomandibulares (DTM) apresentam uma frequência alta na população, podendo desencadear alterações posturais que podem repercutir sobre o equilíbrio postural e comprometer a capacidade funcional dos indivíduos. Objetivo: Analisar biomecanicamente a postura de indivíduos portadores de DTM. Métodos: Estudo quantitativo, observacional de caráter transversal, realizado na Clínica Escola de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Foram avaliados 27 indivíduos de ambos os sexos apresentando idade 14 a 63 anos portadores de DTM. A análise biomecânica da postura foi realizada através da estabilometria através das variáveis referentes ao centro de oscilação do corpo (COP), como: o deslocamento e a velocidade de deslocamentos ântero-posterior (AP) e médio lateral (ML). A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da UEPB. Resultados: Obtivemos predominância de 74,07% de avaliações em população feminina e 25,93% do gênero masculino. Em relação a distância médio-lateral (DML), captadas pela estabilometria as mulheres apresentaram maior distância em relação aos homens com exceção do apoio unilateral com a população masculina mostrando maiores percentuais. Esses valores foram maiores também para a distância Antero-Posterior (DAP) mostrando maiores percentuais, com exceção do apoio unipodal sem estímulo visual que foi maior na população de homens. As velocidades tanto Antero-posterior (VAP) como Médio-Lateral (VML), ficaram bem próximas comparando os dois sexos. Os maiores valores diagnosticadas foram no apoio unipodal com olhos fechados na VAP e na VML com 0,17-0,15 mm/s nos homens e 0,19-0,2 mm/s nas mulheres. Conclusão: Os indivíduos com DTM do sexo feminino apresentam alterações do equilíbrio postural.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.