Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

“BELA, RECATADA E DO LAR”: A CASA-GRANDE E OS ESPAÇOS DO FEMININO NAS OBRAS DE JOSÉ LINS DO REGO

Palavra-chaves: CASA-GRANDE, MULHERES, SOCIEDADE, LITERATURA, LITERATURA Comunicação Oral (CO) Imaginário e gênero na literatura Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

o presente texto tem por finalidade analisar as personagens femininas e os espaços de construção de suas identidades nas obras de José Lins do Rego, principalmente em Menino de Engenho e Meus Verdes Anos. Elementos históricos imersos em um universo ficcional, entretanto, propício a sucessivas leituras socioculturais acerca das concepções de um contexto consolidado por meio de opiniões, padrões e valores da sociedade patriarcal, típica conservadora e latifundiária do século XIX e início do XX, organizada em torno da Casa-Grande e do engenho. Nestas condições, objetivamos apresentar as múltiplas faces das mulheres abastadas ou desfavorecidas em termos econômicos destas narrativas literárias, ao ponto de tecer fios unidos por semelhanças ou embaraçados pelas discrepâncias existentes entre as identidades masculinas e femininas do referido contexto histórico, ou seja, Homens: administradores da vida social e econômica; Mulheres: damas educadas para serem discretas, belas, reservadas, gerenciadoras dos arranjos domésticos e educação dos filhos. Sobre os espaços da casa, torna-se necessário evidenciar os lugares de convívio coletivo e/ou particular, a exemplo da cozinha, quarto dos santos, sala de jantar, pensando estes ambientes, enquanto dimensões de privacidades, como lugares impregnados por relações de poder e diferenciação entre as representações de gênero. Este trabalho dialoga com o PIBIC As Maneiras de Morar na Obra de José Lins do Rego: os modos de viver na casa grande através da literatura do ciclo da cana-de-açúcar e estar norteado pelos referenciais teórico de Michel de Certeau e Roger Chartier. .

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.