Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

LGBTFOBIA NO ÂMBITO ESCOLAR: PERSPECTIVAS DE MEDIAÇÃO E INTERVENÇÃO DA PSICOLOGIA

Palavra-chaves: LGBTFOBIA, ESCOLA, PSICOLOGIA Comunicação Oral (CO) Teorias e estudos gays, lésbicos e queers Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

Neste trabalho objetivou-se problematizar a questão da LGBTfobia direcionada a sujeitos homossexuais no âmbito escolar. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, realizada a partir de uma revisão da literatura. Nossa pesquisa buscou evidenciar as práticas de preconceito, discriminação e LGBTfobia no âmbito escolar, apontando suas possíveis causas e implicações para os sujeitos, a relação destes com a escola e as possibilidades de mediação do professor e do profissional de psicologia, enquanto perspectiva de desconstrução de paradigmas excludentes. Tomando como referência a literatura estudada, no tocante aos temas sexualidade e homossexualidade, podemos perceber que a omissão da Escola, o despreparo dos professores e os casos de LGBTfobia são realidades intrínsecas da nossa sociedade, e não apenas de determinado contexto regional. Episódios de comportamento LGBTfóbico, bem como a minimização desses episódios por parte da direção, são recorrentes nos estabelecimentos de ensino, assim como as declarações LGBTfóbicas por parte dos professores e funcionários. Nessa perspectiva, acreditamos que compete ao psicólogo, inserido no âmbito escolar, buscar uma educação que problematize os aspectos heteronormativos presentes na formação de nossas identidades sexuais e de gênero, oportunizando aos alunos/sujeitos o questionamento e a desconstrução dos estereótipos concernentes a sexualidade e gênero.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.