Artigo Anais I CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

OBSERVAÇÕES SOBRE O FITOPLÂNCTON DE LAGOAS DE POLIMENTO NO PÓS-TRATAMENTO DE EFLUENTE ANAERÓBIO

Palavra-chaves: ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE AGUAS RESIDUARIAS, LAGOAS DE ESTABILIZACAO, ALGAS, FITOPLÂNCTON, FITOPLÂNCTON Comunicação Oral (CO) Engenharia Sanitária e Ambiental
"2016-06-01 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 18132
    "edicao_id" => 41
    "trabalho_id" => 365
    "inscrito_id" => 1030
    "titulo" => "OBSERVAÇÕES SOBRE O FITOPLÂNCTON DE LAGOAS DE POLIMENTO NO PÓS-TRATAMENTO DE EFLUENTE ANAERÓBIO"
    "resumo" => "Os estudos de levantamento taxonômico do fitoplâncton e estrutura da comunidade em lagoas de estabilização são necessários para subsidiar ações efetivas de controle operacional e de disposição nos corpos receptores. O trabalho buscou identificar as espécies de fitoplâncton e suas respectivas atuações e influências na remoção de nutrientes, ao longo de lagoas de polimento de fluxo contínuo e em bateladas. O sistema experimental foi monitorado nas dependências físicas da Estação Experimental de Tratamentos Biológicos de Esgotos Sanitários (EXTRABES) da Universidade Estadual da Paraíba, situada na cidade de Campina Grande – PB, Brasil. Observadas as características do esgoto bruto, UASB, e efluente das lagoas de polimento, foi verificado a eficiência de remoção e influência das algas em relação ao pH, fósforo, amônia e nitrogênio. Foram identificados 18 táxons, entre gêneros e espécies: Cyanophyceae (6 táxons), Chlorophyceae (5 táxons), Bacillariophycea (3 táxons), Euglenophycea (2 táxons) e Zygnemaphyceae (2 táxons). Sendo perceptível a redução da diversidade de organismos planctônicos e empobrecimento da diversidade na medida em que o processo de tratamento avançou. Apenas dois gêneros dessas classes estiveram presentes em todos os pontos amostrados: Chlorella sp. e Planktothrix agardhii, espécies estas dominantes e extremamente resistentes a esse tipo de ambientes."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "Engenharia Sanitária e Ambiental"
    "palavra_chave" => "ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE AGUAS RESIDUARIAS, LAGOAS DE ESTABILIZACAO, ALGAS, FITOPLÂNCTON, FITOPLÂNCTON"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV058_MD1_SA85_ID1030_15052016161824.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:20:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA VIRGINIA DA CONCEICAO ALBUQUERQUE"
    "autor_nome_curto" => "VIRGINIA"
    "autor_email" => "virginia.albuquerque@yaho"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA - UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais I CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2016"
    "edicao_logo" => "5e49fdc4b2730_16022020234316.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1841adc3860_22072020103957.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-01 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 18132
    "edicao_id" => 41
    "trabalho_id" => 365
    "inscrito_id" => 1030
    "titulo" => "OBSERVAÇÕES SOBRE O FITOPLÂNCTON DE LAGOAS DE POLIMENTO NO PÓS-TRATAMENTO DE EFLUENTE ANAERÓBIO"
    "resumo" => "Os estudos de levantamento taxonômico do fitoplâncton e estrutura da comunidade em lagoas de estabilização são necessários para subsidiar ações efetivas de controle operacional e de disposição nos corpos receptores. O trabalho buscou identificar as espécies de fitoplâncton e suas respectivas atuações e influências na remoção de nutrientes, ao longo de lagoas de polimento de fluxo contínuo e em bateladas. O sistema experimental foi monitorado nas dependências físicas da Estação Experimental de Tratamentos Biológicos de Esgotos Sanitários (EXTRABES) da Universidade Estadual da Paraíba, situada na cidade de Campina Grande – PB, Brasil. Observadas as características do esgoto bruto, UASB, e efluente das lagoas de polimento, foi verificado a eficiência de remoção e influência das algas em relação ao pH, fósforo, amônia e nitrogênio. Foram identificados 18 táxons, entre gêneros e espécies: Cyanophyceae (6 táxons), Chlorophyceae (5 táxons), Bacillariophycea (3 táxons), Euglenophycea (2 táxons) e Zygnemaphyceae (2 táxons). Sendo perceptível a redução da diversidade de organismos planctônicos e empobrecimento da diversidade na medida em que o processo de tratamento avançou. Apenas dois gêneros dessas classes estiveram presentes em todos os pontos amostrados: Chlorella sp. e Planktothrix agardhii, espécies estas dominantes e extremamente resistentes a esse tipo de ambientes."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "Engenharia Sanitária e Ambiental"
    "palavra_chave" => "ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE AGUAS RESIDUARIAS, LAGOAS DE ESTABILIZACAO, ALGAS, FITOPLÂNCTON, FITOPLÂNCTON"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV058_MD1_SA85_ID1030_15052016161824.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:20:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA VIRGINIA DA CONCEICAO ALBUQUERQUE"
    "autor_nome_curto" => "VIRGINIA"
    "autor_email" => "virginia.albuquerque@yaho"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA - UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais I CONAPESC"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2016"
    "edicao_logo" => "5e49fdc4b2730_16022020234316.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1841adc3860_22072020103957.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-01 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 01 de junho de 2016

Resumo

Os estudos de levantamento taxonômico do fitoplâncton e estrutura da comunidade em lagoas de estabilização são necessários para subsidiar ações efetivas de controle operacional e de disposição nos corpos receptores. O trabalho buscou identificar as espécies de fitoplâncton e suas respectivas atuações e influências na remoção de nutrientes, ao longo de lagoas de polimento de fluxo contínuo e em bateladas. O sistema experimental foi monitorado nas dependências físicas da Estação Experimental de Tratamentos Biológicos de Esgotos Sanitários (EXTRABES) da Universidade Estadual da Paraíba, situada na cidade de Campina Grande – PB, Brasil. Observadas as características do esgoto bruto, UASB, e efluente das lagoas de polimento, foi verificado a eficiência de remoção e influência das algas em relação ao pH, fósforo, amônia e nitrogênio. Foram identificados 18 táxons, entre gêneros e espécies: Cyanophyceae (6 táxons), Chlorophyceae (5 táxons), Bacillariophycea (3 táxons), Euglenophycea (2 táxons) e Zygnemaphyceae (2 táxons). Sendo perceptível a redução da diversidade de organismos planctônicos e empobrecimento da diversidade na medida em que o processo de tratamento avançou. Apenas dois gêneros dessas classes estiveram presentes em todos os pontos amostrados: Chlorella sp. e Planktothrix agardhii, espécies estas dominantes e extremamente resistentes a esse tipo de ambientes.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.