Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 296
FAMÍLIA, GÊNERO E TRANSEXUALIDADE: UM OLHAR ANTROPOLÓGICO SOBRE AS EXPERIÊNCIAS TRANS EM NATAL/RN

Palavra-chaves: FAMÍLIA, TRAVESTIS, TRANSEXUAIS, MÃES, MÃES Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Famílias e parentalidades Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

O estudo pretende abordar as relações familiares de travestis e transexuais a partir de um ponto de vista antropológico, tentando observar as experiências trans em suas multiplicidades de arranjos familiares contemporâneos. O conceito de gênero, os estudos antropológicos sobre a família e as contribuições da Teoria Queer (estudados ao longo da disciplina Antropologia das Relações de Gênero e Sexualidade) farão parte do referencial teórico do trabalho. A metodologia da pesquisa está baseada na noção de etnografia com entrevistas face a face e observação direta. A proposta de investigação etnográfica é estudar os modos de vida de duas famílias que contêm travestis e/ou transexuais em seu ambiente doméstico, entrevistando as mães das travestis e/ou transexuais com o intuito de desvelar as diversidades de estilos de vida e de estratégias de produção de subjetividades e construção identitária das colaboradas da pesquisa.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.