Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 175
A MULHER E O CASAMENTO EM LIMA BARRETO

Palavra-chaves: CASAMENTO, RELAÇÕES DE PODER, INTERESSE ECONÔMICO Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Estudos literários, Gênero e Sexualidades

Resumo

Resumo Poucos assuntos ficaram alheio à pena do escritor Lima Barreto. Em sua curta vida e extensa produção literária, ele abordou quase todos os assuntos que rondavam seu tempo. Especialmente os temas candentes que diziam respeito ao ser humano, à política interna e externa e à sociedade como um todo. Todos esses temas saíam da pena do escritor com abordagem segura, completa e comentário acertado, tanto que hoje em dia ao rever sua obra texto e contexto, percebe-se que ele tinha visão larga; e muitos das suas advertências temerosas ocorreram como uma predição profética. Um dos temas sério, sensível e, de certa forma, tabu, era o casamento que se confundia com poder o masculino sobre o feminino, isto é, opressão sexual. E o mais grave, esta prática era naturalizada pela sociedade. Lima Barreto, por várias reprises, escreveu sobre o casamento, analisando as relações internas a essa instituição, expondo o que havia de camuflado sob os conceitos de amor, oficialidade e obediência, no quotidiano a realidade era bem outra. E com frequência ele apontava os abusos, as violências não raro as mortes nos lares. Sem se deixar intimidar, Lima afirmava que os culpados do fracasso nos casamentos eram os homens. Ele sempre enfrentou os uxoricidas e a sociedade que os protegia tacitamente; condenava os maridos mal intencionados, responsabilizando os homens da lei e defendendo as mulheres abertamente. Por isso, na sua avaliação ele concluía que a oficialização das relações estragava o amor, portanto o casamento era um péssimo negócio, especialmente para as mulheres. Neste trabalho, como apoio teórico, utilizaremos o pensamento de Eliane Vasconcellos, Maria Zilda Cury e Assis Barbosa. As duas primeiras estudiosas da obra barretiana especialmente no que toca às mulheres; o último, erudito em Lima Barreto e seu biógrafo. Lançou luz sobre vários ângulos da vida do escritor, que eram obscuros e documentou-lhe vida e obra para a posteridade. Procederemos, na confecção do texto, a uma leitura de textos escolhidos do autor analisando-os à luz dos textos de apoio.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.