Artigo Anais COPRECIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2594-7885

Visualizações: 120
A ARTE SANTEIRA DO MUSEU DO SERIDÓ: SOBRE O USO DE “OBJETOS DE MUSEU” EM ESCOLAS NO MUNICÍPIO DE CAICÓ/RN

Palavra-chaves: ARTE SANTEIRA, MUSEOLOGIA, PATRIMÔNIO Pôster (PO) GD03 - Ensino e práticas educativas

Resumo

A cultura material relacionada a uma comunidade ou sociedade é importante para o entendimento desta, independentemente de estratificações sociais ou diferentes apropriações culturais dos objetos. Toda sociedade é produtora de cultura material, esta entendida em seu sentido mais amplo, abarcando produções materiais e imateriais e integrando sistemas simbólicos. É nessa perspectiva que o projeto Extroversão das coleções de fotografia e arte santeira do Museu do Seridó, em escolas no Seridó potiguar busca recuperar a importância do Museu do Seridó, criado em 1960 pelo padre emérito da Catedral de Sant’Ana de Caicó/RN, Monsenhor Salvino de Araújo, localizado no antigo prédio no qual funcionava, no século XIX, a Casa de Câmara e Cadeia da Vila do Príncipe. O projeto busca abordar a Arte Santeira, predominante no acervo do museu supracitado, tendo em vista a comunicação desse acervo para a comunidade seridoense. Destacamos ainda que o presente trabalho visa discutir/apresentar como a produção material do Museu do Seridó pode ser usada e como pode contribuir para o processo de ensino-aprendizagem e, também, objetiva buscar despertar o interesse das comunidades locais o acesso as coleções presentes neste museu, permitindo construir uma formação identitária, bem como, paralelamente, possibilitar a compreensão das noções de patrimônio histórico e sua importância na construção de histórias locais. A metodologia é formada por levantamento bibliográfico acerca da Educação Patrimonial e da Museologia, como forma de contribuir na compreensão dos processos técnicos relacionados ao trabalho com coleções museológicas e, socialização do conhecimento; discussões em grupo para compreensão dos conceitos e procedimentos a serem adotados; curadoria e fotografia das imagens sacras existentes no acervo; identificação das imagens sacras existentes no acervo no que cumpre a cronologia, artesãos e imagem representada; realização de entrevista para informações sobre a origem do acervo e das imagens sacras, além da origem do museu; elaboração de textos básicos sobre arte sacra e acerca das imagens existentes no acervo; elaboração de banners como forma de construir uma exposição temporária que comunique a coleção de arte sacra existente no acervo do Museu do Seridó, em Caicó/RN. Constata-se que a ação envolvendo a coleção de arte santeira do Museu do Seridó proporciona diálogos com a comunidade escolar e universitária, possibilitando, a valorização dos bens culturais e patrimoniais da história da vida do sertanejo seridoense, refletindo uma abordagem socioeconômica no tratamento e extroversão de seus acervos, tornando possível, também, que esse corpo social associe esses bens como algo que faz parte do referencial de suas identidades.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.