Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA INCLUSIVA NO CONTEXTO ESCOLAR E NA PRÁTICA PEDAGÓGICA

Autor(es): BRUNO LIMA MEDEIROS, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, GUSTAVO CLEITON SOUSA DA SILVA, FERNANDO GABRIEL CATARINO ARAUJO, CINDY VALIM DE SOUZA, MIGUEL LONGO VIEIRA VIDAL DO ROSARIO, RONALDO CÉSAR NOLASCO

A educaÇÃo É de suma importÂncia para o convÍvio social, com isso a escola É essencial na formaÇÃo humana das pessoas, onde se espera uma prÁtica inclusiva que esteja preparada para receber uma diversidade enorme de alunos. A partir desta exposiÇÃo, a Escola Municipal Professora Jurema PeÇanha Giraud, localizada no municÍpio do Rio de Janeiro, trabalhou com o tema de inclusÃo em todas as disciplinas, com trabalhos em sala de aula e palestras, intitulando-se “Semana da InclusÃo”. Na EducaÇÃo FÍsica, a abordagem foi realizada em aulas teÓricas e prÁticas. Por meio desse relato descreve-se a atuaÇÃo dos bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de IniciaÇÃo À DocÊncia (PIBID) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) na escola, de maneira conjunta com os docentes da instituiÇÃo, com o objetivo de demonstrar a importÂncia da prÁtica inclusiva para pessoas com deficiÊncia. Precedendo as aulas prÁticas, o tema inclusÃo foi tratado resumidamente pela professora supervisora. Nas aulas teÓricas, os bolsistas apresentaram vÍdeos sobre atletas paralÍmpicos, previamente selecionados, junto com o referencial teÓrico. Nas aulas prÁticas foi abordado o voleibol paralÍmpico mais conhecido como “vÔlei sentado”, onde os alunos realizaram os fundamentos bÁsicos do desporto. Notadamente, observou-se a falta de conhecimento da turma ao tema abordado, onde os alunos reagiram com certa surpresa apÓs a apresentaÇÃo dos vÍdeos na aula teÓrica e, na aula prÁtica, demonstraram interesse em realizar as atividades propostas pelos bolsistas, mesmo sem a presenÇa de nenhum aluno com deficiÊncia. Com o resultado apresentado, constatou-se a importÂncia do tema nas escolas, pois claramente os alunos nÃo tem prÉvio conhecimento sobre as condiÇÕes e capacidades dos indivÍduos com deficiÊncia. A ideia de promover a “semana da inclusÃo” assumiu o papel de projeto para os alunos, alÉm de uma intervenÇÃo pedagÓgica em educaÇÃo especial e inclusiva dos pibidianos e da professora supervisora para aplicaÇÃo nas aulas, prevista na LDB. Em acrÉscimo, pode-se destacar a criatividade dos professores em adequar e programar estratÉgias metodolÓgicas para a inclusÃo de todos os alunos nas aulas de EducaÇÃo FÍsica, respeitando suas diferenÇas, limitaÇÕes, possibilidades fÍsicas e motoras. A vivÊncia dos pibidianos no contexto escolar mostrou-se relevante, pois os proporcionou desafios prÁticos e docentes do cotidiano escolar e pedagÓgico. Para os alunos, se mostrou importante a experiÊncia e compreensÃo das dificuldades vividas pelas pessoas com deficiÊncia. Com isso, se inicia um caminho de compreensÃo das limitaÇÕes, diminuindo a desigualdade, aceitando particularidades e exaltando virtudes e valores individuais, respeitando os pares e assim melhorando o convÍvio social .Este trabalho foi realizado com apoio da CAPES, por meio do Programa Institucional de Bolsas de IniciaÇÃo À DocÊncia – PIBID.

Veja o artigo completo: PDF