Resumo Trabalho

ASPECTOS DA ORGANIZAÇÃO DOS 1º JOGOS INFANTIS DO ESTADO DE SÃO PAULO EM JUNDIAÍ 2018

Autor(es): MATHEUS PAULO DE JESUS GUEDES, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, ADRIANA REGINA GONÇALVES, FLÁVIO SOARES ALVES, JOSÉ ROBERTO GNECCO

O PROPÓSITO DESTE ESTUDO É DESCREVER A REALIZAÇÃO DO 1º JOGOS INFANTIS DO ESTADO DE SÃO PAULO, SOB A ÓPTICA DA GESTÃO PÚBLICA ESPORTIVA. POR CONSEGUINTE, A SECRETARIA ESTADUAL DE ESPORTE E LAZER DO ESTADO DE SÃO PAULO CRIOU OS JOGOS INFANTIS DO ESTADO QUE TEVE EM 2018 A SUA 1º EDIÇÃO EM JUNDIAÍ, CUJO OBJETIVO, SALIENTADO PELO SECRETÁRIO CACÁ CAMARGO FOI: “FAZER COM QUE O ESPORTE ESTEJA PRESENTE NO DIA A DIA DAS PESSOAS, NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO E, MAIS DO QUE ISSO, NO CORAÇÃO DE CADA UM.”. OS JOGOS DESENVOLVERAM O INTERCÂMBIO SOCIAL E ESPORTIVO, DIFUNDIRAM A PRÁTICA ESPORTIVA E DERAM OPORTUNIDADE AOS JOVENS ENTRE 12 E 16 ANOS DE ACESSO A VALORES OBJETIVANDO A MELHORIA FÍSICA, TÉCNICA E TÁTICA DO DESPORTO DENTRO DE SUA COMUNIDADE OU REGIÃO. POR ESMERO, O CAMPEÃO NÃO É APENAS COMPOSTO POR UM ÚNICO MUNICÍPIO DA REGIÃO ADMINISTRATIVA, E SIM PELAS CIDADES QUE FAZEM PARTE DE CADA DELEGAÇÃO, PROMOVENDO A INSERÇÃO DAS CRIANÇAS NO ESPORTE E VISANDO ESTIMULAR ESTA PRÁTICA, QUE EDUCA E MOSTRA A IMPORTÂNCIA DO RESPEITO E AINDA CONTRIBUI PARA A FORMAÇÃO FÍSICA E PSÍQUICA DAS PESSOAS. ESTE PROJETO SE CARACTERIZA COMO UMA PESQUISA DESCRITIVA PELO ESTUDO E REGISTRO DOS FATOS E PELA ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS MESMOS; A COLETA ACONTECERÁ POR MEIO DA BUSCA E ANÁLISE DOCUMENTAL DOS PROJETOS, REPORTAGENS E BOLETINS RELACIONADOS AOS JOGOS; OS DOCUMENTOS PERTINENTES SERÃO DISPONIBILIZADOS JUNTO AO ÓRGÃO MUNICIPAL E/OU ATRAVÉS DE DEMAIS FONTES E INSTITUIÇÕES NECESSÁRIAS. SERÃO APROVEITADAS ENTREVISTAS JÁ PUBLICADAS PELOS ÓRGÃOS REGIONAIS DE IMPRENSA FEITAS COM AUTORIDADES, ATLETAS E CIDADÃOS RELATIVAS AO ESTUDO. PENSAR NAS POLÍTICAS PÚBLICAS ESPORTIVAS BRASILEIRAS QUE PREZAM POR PROJETOS DE DIVERSAS ORDENS, AINDA HÁ MUITO A DISCUTIR E SE (RE)FORMULAR SOBRE O SIGNIFICADO DE ESPORTE EDUCAÇÃO E DE PARTICIPAÇÃO. DEVIDO AOS ÚLTIMOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS SEDIADOS NO BRASIL, AS POLÍTICAS PARA ESPORTE DE RENDIMENTO AINDA PREVALECEM SOBRE AS DEMAIS. NO ART. 217 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL BRASILEIRA É DEVER DO ESTADO FOMENTAR AS PRÁTICAS DESPORTIVAS FORMAL E INFORMAL. O MESMO É ENCONTRADO NO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, DESTACANDO A FAIXA ETÁRIA ESCOLAR. O PAPEL DO MINISTÉRIO DO ESPORTE É DE ELABORAR A POLÍTICA NACIONAL DE ESPORTE, VISANDO O “DESENVOLVIMENTO DA NAÇÃO, AO FORTALECIMENTO DA IDENTIDADE CULTURAL, DA CIDADANIA, DA AUTODETERMINAÇÃO DE SEU POVO E COM VISTA À DEFESA DA SOBERANIA DO PAÍS” (BRASIL, 2005). TEIXEIRA (2002) DESTACA QUE POLÍTICAS PÚBLICAS SÃO AÇÕES QUE MEDEIAM AS RELAÇÕES ENTRE A SOCIEDADE E O PODER PÚBLICO; ORIENTANDO AÇÕES QUE ENVOLVEM RECURSOS PÚBLICOS. PARA QUE O ESPORTE SE EFETIVE COMO POLÍTICA DE ESTADO É NECESSÁRIO QUE SE ESTABELEÇA UMA LIGAÇÃO ENTRE MINISTÉRIOS, ESFERAS GOVERNAMENTAIS, NÃO GOVERNAMENTAIS E A INICIATIVA PRIVADA, POIS A APROXIMAÇÃO DESSAS INSTITUIÇÕES PODERÁ CONSOLIDAR O PROCESSO VISANDO SUA CONTINUIDADE. OBJETIVA-SE CONTRIBUIR PARA FUTUROS ESTUDOS NA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E EVENTOS ESPORTIVOS.

Veja o artigo completo: PDF