Resumo Trabalho

A RELAÇÃO ENTRE O VOLUME DE TREINAMENTO E O ESTRESSE PERCEBIDO EM PRATICANTES REGULARES DE BRAZILIAN JIU-JITSU

Autor(es): JEAN LUCAS ROSA, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, NÁDIA PEIXOTO

O Jiu-Jitsu, modalidade de combate individual, É caracterizado por exigir do praticante inÚmeras capacidades tÉcnicas, tÁticas, fÍsicas e psicolÓgicas, pois propicia interaÇÕes constantes entre os adversÁrios. Ao ser praticado como exercÍcio fÍsico, pode contribuir para que o indivÍduo apresente menos aborrecimentos diÁrios, sendo uma das maneiras de se reduzir e controlar o estresse. O estudo objetivou verificar se existe relaÇÃo entre o volume semanal de treinamento e o nÍvel de estresse percebido em praticantes regulares de Brazilian Jiu-Jitsu. A amostra foi selecionada atravÉs de conveniÊncia e formada por 25 praticantes regulares de Jiu-Jitsu. A idade de corte para participaÇÃo no estudo foi de 18 anos, sendo que a partir dessa idade o praticante É considerado adulto no esporte. Para coleta dos dados foram utilizados os seguintes instrumentos: questionÁrio para caracterizar a amostra e relacionados À caracterÍsticas da prÁtica na modalidade e QuestionÁrio de Estresse Percebido (QEP). A aplicaÇÃo dos instrumentos ocorreu no local de treino dos praticantes, antes de iniciarem a sessÃo, com data e horÁrio previamente agendados. Primeiramente foi distribuÍdo e lido o termo de consentimento livre e esclarecido, em seguida foram distribuÍdos os questionÁrios. Os participantes receberam instruÇÃo oral para responder, sem tempo prÉ-estabelecido para concluÍrem. A anÁlise dos dados foi realizada atravÉs de estatÍstica descritiva e interpretaÇÃo do coeficiente de correlaÇÃo de Pearson. O grupo de praticantes foi formado por 25 participantes (6 do sexo feminino e 19 do sexo masculino), com idade mÉdia de 31,76±8,25 anos, que praticavam a modalidade a pelo menos 78±83,04 meses, treinando 3,48±1,61 dias por semana, com mÉdia 98,40±26,72 minutos de duraÇÃo em cada sessÃo de treino. Foram encontradas correlaÇÕes moderada negativa entre o volume semanal de treinamento na semana e ao estresse percebido (-0,550) e forte positiva entre o tempo total de prÁtica na modalidade e a graduaÇÃo (r=0,880). Embora sugestivos, os resultados ainda sÃo inconclusivos para confirmar ou refutar a hipÓtese de que existe uma relaÇÃo entre o volume semanal de treinamento e o nÍvel de estresse percebido em praticantes regulares de Brazilian Jiu-Jitsu. Outras pesquisas mostram que existe uma relaÇÃo entre o volume de treinamento, a percepÇÃo subjetiva do esforÇo, estados de humor e nÍveis de estresse. Estudos mais aprofundados sÃo necessÁrios para entender melhor a relaÇÃo entre o volume semanal de treino e o nÍvel de estresse percebido e se aprofundar na questÃo da percepÇÃo individual de esforÇo e sua relaÇÃo com o estresse. No que diz respeito a relaÇÃo forte e positiva entre o tempo total de prÁtica na modalidade e a graduaÇÃo do praticante, tais resultados apontam para a consideraÇÃo do tempo para conceder a graduaÇÃo ao participante.

Veja o artigo completo: PDF