Resumo Trabalho

O CONCEITO DE SAÚDE PARA A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autor(es): HUDSON FABRICIUS PERES NUNES, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, LUIZ HENRIQUE DA SILVA, JOSÉ ALFREDO OLIVIO JUNIOR, ALEXANDRE DRIGO

HISTORICAMENTE A EDUCAÇÃO FÍSICA (EF) PERMANECE ATRELADA A ÁREA DA SAÚDE. NAS ÚLTIMAS DÉCADAS, LEIS ESPECÍFICAS RECONHECERAM A ATUAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE EF NESSA ÁREA. PARA ISSO, AS HABILIDADES E AS COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS PRECISAM ESTAR EM CONSONÂNCIA COM AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE. NESSA ÓTICA, ESPERA-SE QUE OS CURSOS DE EF CONSIGAM ROMPER COM O PARADIGMA SEGMENTADO DA CONCEPÇÃO BIOMÉDICA. ASSIM, PERGUNTA-SE: QUAL É O CONCEITO DE SAÚDE ADOTADO NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DOS FUTUROS PROFISSIONAIS EM EF? DIANTE O EXPOSTO, O OBJETIVO FOI: IDENTIFICAR E ANALISAR O CONCEITO DE SAÚDE POR MEIO DA ANÁLISE DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP) E DOS PROGRAMAS DE ENSINO (PE) DAS DISCIPLINAS QUE CONTINHAM A PALAVRA SAÚDE DE DOIS CURSOS DE BACHARELADO EM EF (A E B) COM ÊNFASE NA FORMAÇÃO EM SAÚDE, DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO; DISCUTIR A IMPORTÂNCIA DO CONCEITO DE SAÚDE NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFISSIONAL DE EF. ESTE ESTUDO DE CASO É DE ABORDAGEM QUALITATIVA, DO TIPO DESCRITIVO, DELINEADO PELA FONTE DOCUMENTAL E ANÁLISE DE CONTEÚDO. OS RESULTADOS REVELARAM QUE OS PPPS NÃO APRESENTARAM UMA DEFINIÇÃO FORMAL DE SAÚDE. O PPP DO CURSO A TEM UMA CONCEPÇÃO BIOMÉDICA PREDOMINANTE VOLTADA PARA A CONDIÇÃO DE SAÚDE DAS PESSOAS E PROPOSTAS DE AÇÕES BASEADAS NA PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIOS FÍSICOS PARA A PREVENÇÃO DE DOENÇAS. O PPP DO CURSO B APRESENTOU UMA CONCEPÇÃO DE SAÚDE QUE BUSCA SUPERAR O ASPECTO BIOMÉDICO AO CONSIDERAR A DIMENSÃO SOCIOECONÔMICA E CULTURAL NA CONDIÇÃO DE SAÚDE DAS PESSOAS, DESTACANDO A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM RELAÇÃO À PREVENÇÃO E A REABILITAÇÃO, COM ÊNFASE EM PROPOSTAS QUE INCENTIVEM AS PRÁTICAS CORPORAIS E AS ATIVIDADES FÍSICAS POR MEIO DE AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE. DE FORMA GERAL, OS PES DO CURSO A E B SÃO SEMELHANTES. APESAR DOS PES DO CURSO A E B, CONSIDERANDO A CATEGORIA DE ANÁLISE “EDUCAÇÃO FÍSICA E SAÚDE” E “AVALIAÇÃO DA SAÚDE”, DESTACAREM A PROMOÇÃO DA SAÚDE E A IMPORTÂNCIA DE ASPECTOS BIOLÓGICOS, SOCIOECONÔMICOS E CULTURAIS, AS PROPOSTAS DE AÇÕES DE INTERVENÇÃO ESTAVAM DIRECIONADAS À PRESCRIÇÃO E AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS INDIVIDUALIZADOS DE EXERCÍCIOS E ATIVIDADES FÍSICAS E VISAVAM À PREVENÇÃO E O TRATAMENTO DE DOENÇAS. A CATEGORIA “EDUCAÇÃO FÍSICA, SAÚDE E CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS” REVELOU EQUILÍBRIO ENTRE OS ASPECTOS BIOLÓGICOS, SOCIOECONÔMICOS E CULTURAIS. CONCLUI-SE QUE NOS PPPS DOS DOIS CURSOS FOI IDENTIFICADO AUSÊNCIA DE DOCUMENTOS NORTEADORES RELACIONADOS ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE E INDEFINIÇÃO CONCEITUAL DO TERMO SAÚDE SOBRE PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO. ESSAS CONSTATAÇÕES GERAM INCERTEZAS PARA A PREPARAÇÃO E A INTERVENÇÃO DO FUTURO PROFISSIONAL. EM SÍNTESE, O ESTUDO APONTA PARA A NECESSIDADE DE INVESTIGAR OUTROS CURSOS E UNIVERSIDADES E ACENA PARA A IMPORTÂNCIA DA ELABORAÇÃO DE CURRÍCULOS COERENTES COM A DINÂMICA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE, NA PERSPECTIVA DE ATENDER A SOCIEDADE NO MODELO AMPLIADO DE CUIDADO À SAÚDE, PRECONIZADO PELA SAÚDE COLETIVA.

Veja o artigo completo: PDF