Resumo Trabalho

PIBID–EDUCAÇÃO FÍSICA UNICAMP: ESCOLA E UNIVERSIDADE PÚBLICAS DE MÃOS DADAS PELA VALORIZAÇÃO DA DIFERENÇA NO CURRÍCULO

Autor(es): RENATA ERIKA SAKAGUTI, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, MÁRIO LUIZ FERRARI NUNES

O PRESENTE TEXTO BUSCA APRESENTAR O PROCESSO DE ARTICULAÇÃO DOS PROFESSORES COORDENADORES, DOS ESTUDANTES DO CURSO DE LICENCIATURA E DAS SUPERVISORAS-DOCENTES DAS REDES DE ENSINO PÚBLICAS, MUNICIPAL E ESTADUAL, EM CAMPINAS, PARTICIPANTES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA) - SUBPROJETO EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNICAMP, NA ORGANIZAÇÃO, EXECUÇÃO E AVALIAÇÃO DE ATIVIDADES DE ENSINO QUE PROBLEMATIZEM AS SIGNIFICAÇÕES PRODUZIDAS SOBRE AS DANÇAS, LUTAS, JOGOS E SEUS ARTEFATOS NO TRANSCORRER DA HISTÓRIA, TOMANDO COMO PONTO DE PARTIDA E DE CHEGADA O SEU POTENCIAL PARA CRÍTICA DOS PROCESSOS DE NORMATIZAÇÃO, QUE ALIJAM MUITAS CRIANÇAS E CULTURAS DO DIREITO À AFIRMAÇÃO DA DIFERENÇA. PARA TANTO, PARTIRAM DAS SEGUINTES CONSIDERAÇÕES: DESDE OS ANOS 1960, MOVIMENTOS SOCIAIS MINORITÁRIOS CONSTITUÍDOS POR ATIVISTAS NEGROS, JOVENS, MULHERES, HOMOSSEXUAIS, IDOSOS, IMIGRANTES, MIGRANTES, INDÍGENAS, ENTRE TANTOS CLAMAM POR DIREITOS SOCIAIS E LUTAM CONTRA OS CÂNONES DOMINANTES E A TENTATIVA DE IMPOSIÇÃO CULTURAL; DESSAS LUTAS, EMERGEM POLÍTICAS PÚBLICAS MULTILATERAIS COMO A DECLARAÇÃO DE SALAMANCA E A DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL E, EM TERMOS LOCAIS, OS ESTATUTOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, DO IDOSO, DA JUVENTUDE; A LEI Nº 10.639/2003, QUE OBRIGA A INCLUSÃO NO CURRÍCULO DO ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA E DIVERSAS LEIS QUE GARANTEM OS DIREITOS DOS REPRESENTANTES DESSES GRUPOS. PELO SEU CARÁTER OBRIGATÓRIO, A ESCOLA É CARACTERIZADA PELO SEU ASPECTO MULTICULTURAL, LOGO POR SUJEITOS QUE LUTAM POR RECONHECIMENTO DAS SUAS REPRESENTAÇÕES E PRÁTICAS SOCIAIS, QUE CONSTITUEM SUA IDENTIDADE CULTURAL. PENSAR EM RECONHECIMENTO IMPLICA A POSSIBILIDADE DE COMPREENDER MODOS DE SER, AGIR E PENSAR QUE DIFEREM DOS PADRÕES COMUMENTE VALORIZADOS PELA ESCOLA. ASSIM, O MAPEAMENTO DAS PRÁTICAS CORPORAIS DOS ESTUDANTES PASSA A ORIENTAR A ESCRITA DO CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO FÍSICA, POTENCIALIZADO PELO TRABALHO COLABORATIVO ENTRE O PROFESSOR SUPERVISOR E OS ESTUDANTES PARTICIPANTES DO PIBID, A FIM DE CONSOLIDAR AÇÕES DIDÁTICAS QUE POSSIBILITEM A APRENDIZAGEM DE TODOS, PARA DESENVOLVER EXPERIÊNCIAS PEDAGÓGICAS CONCRETAS ALINHADAS AOS PRESSUPOSTOS DO DIREITO À EDUCAÇÃO E ÀS DIFERENÇAS E PARA ENCONTRAR SOLUÇÕES LOCAIS FRENTE AOS DESAFIOS ENCONTRADOS NAS SALAS DE AULA, TENDO EM VISTA A CONSTITUIÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS IGUALITÁRIA. APOIO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA – PIBID/CAPES.

Veja o artigo completo: PDF