Resumo Trabalho

JOGOS ESCOLARES NO ENSINO MÉDIO: UMA PROPOSTA DE ENSINO EMBASADA NO ESPORTE EDUCACIONAL

Autor(es): HUDSON FABRICIUS PERES NUNES, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, ALEXANDRE DRIGO

AS TRADICIONAIS COMPETIÇÕES ESPORTIVAS COMO OS JOGOS ESCOLARES (INTERNOS OU EXTERNOS) PODEM ESTIMULAR A SOCIALIZAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO ESPORTIVO E A FORMAÇÃO CIDADÃ. ENTRETANTO, OS ALUNOS(AS) QUE NÃO TÊM EXPERIÊNCIAS POSITIVAS ACABAM SENDO EXCLUÍDOS OU POUCO SE INTERESSAM EM PARTICIPAR DESTES EVENTOS. ASSIM, PERGUNTA-SE: COMO O ESPORTE NO CONTEXTO ESCOLAR PODE CONTRIBUIR PARA MODIFICAR ESTRUTURAS HEGEMÔNICAS DE PENSAMENTO DE ALUNOS(AS) DO ENSINO MÉDIO NO QUE SE REFERE À REPRODUÇÃO, SELETIVIDADE E DESEMPENHO ESPORTIVO? NA PERSPECTIVA DE APRESENTAR POSSIBILIDADES INCLUSIVAS E SIGNIFICATIVAS, O ESTUDO TEM COMO OBJETIVO APRESENTAR A PROPOSIÇÃO DE UM “FESTIVAL ESPORTIVO E CULTURAL” (FEC) FUNDAMENTADO EM PRINCÍPIOS DO ESPORTE EDUCACIONAL. ESTA PESQUISA-AÇÃO É DE ABORDAGEM QUALITATIVA, DO TIPO DESCRITIVA E INTERPRETATIVA, DELINEADA PELA APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DO CONTEÚDO SOBRE A RESOLUÇÃO COLETIVA DE UM PROBLEMA. OS RESULTADOS DA PESQUISA FORAM DIVIDIDOS EM DUAS PARTES: DESCRIÇÃO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO FEC; DESCRIÇÃO DA AVALIAÇÃO FEITA PELOS ORGANIZADORES E PARTICIPANTES APÓS A REALIZAÇÃO DO EVENTO. A PRIMEIRA PARTE INICIOU-SE COM A IDEALIZAÇÃO DO FEC PROPOSTA PELO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA AOS ALUNOS(AS), SENDO POSTERIORMENTE, COMPARTILHADA COM A EQUIPE GESTORA, CORPO DISCENTE E AGENTES ESCOLARES. O CERNE DA PROPOSTA FOI EMBASADO PELOS ASPECTOS DO ESPORTE EDUCACIONAL E SUA CONSTRUÇÃO FOI ALICERÇADA PELA COPARTICIPAÇÃO E CORRESPONSABILIDADE, SENDO ORGANIZADA PELA COMUNIDADE ESCOLAR POR MEIO DO TRABALHO COLETIVO. PENSANDO EM AUMENTAR A MOTIVAÇÃO E O PROTAGONISMO JUVENIL, AS ATIVIDADES QUE FIZERAM PARTE DO EVENTO FORAM ELENCADAS PELOS PRÓPRIOS PARTICIPANTES E DIVIDIDAS PELOS ORGANIZADORES EM TRÊS GRUPOS: JOGOS COLETIVOS E POPULARES, OFICINAS DE PRÁTICAS CORPORAIS E APRESENTAÇÕES CULTURAIS. O FEC BUSCOU AMPLIAR E DIVERSIFICAR A FORMAÇÃO DAS EQUIPES (COMPOSTA POR ALUNOS(AS) DE DIFERENTES TURMAS E GÊNERO), O CONHECIMENTO DE PRÁTICAS CORPORAIS E A CRIATIVIDADE DAS APRESENTAÇÕES CULTURAIS AO FAVORECER A INCLUSÃO E A AUTONOMIA DOS PARTICIPANTES NA ESCOLHA DAS ATIVIDADES DE INTERESSE. A AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ORGANIZADORES E PARTICIPANTES DA PROPOSTA APRESENTADA EVIDENCIOU RESULTADO CORRESPONDENTE À CONCEPÇÃO DO ESPORTE EDUCACIONAL, SENDO APONTADOS, CONSIDERADO O MAIOR GRAU DE IMPORTÂNCIA: A SOCIALIZAÇÃO E A INTEGRAÇÃO ENTRE OS PARTICIPANTES; A DIVERSIDADE ESPORTIVA E CULTURAL; A AUTONOMIA NA ESCOLHA DAS ATIVIDADES; A PROMOÇÃO DO LAZER; A INCLUSÃO ESPORTIVA E CULTURAL; A PROMOÇÃO DE VALORES COMO RESPEITO, TOLERÂNCIA E COOPERAÇÃO; A PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA; A CORRESPONSABILIDADE; A COEDUCAÇÃO; E A COGESTÃO. CONCLUI-SE QUE O FEC AO SER TRATADO PEDAGOGICAMENTE COMO MEIO E CONTEÚDO DE ENSINO TEÓRICO-PRÁTICO REVELOU SER UMA FERRAMENTA DE TRANSFORMAÇÃO AO CONSCIENTIZAR A RELEVÂNCIA DA CONCEPÇÃO DO ESPORTE EDUCACIONAL, ALÉM DE CONTRIBUIR SIGNIFICATIVAMENTE PARA À FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO HUMANO DOS(AS) ALUNOS(AS) DO ENSINO MÉDIO.

Veja o artigo completo: PDF