Resumo Trabalho

ADULTOS JOVENS NÃO UTILIZAM A DICA VISUAL IMPLÍCITA DURANTE A TAREFA DE DESVIAR DE UM OBSTÁCULO

Autor(es): GABRIEL FELIPE MORETTO, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI, LUCAS SIMIELI, TIAGO PENEDO, LUIS FELIPE ITIKAWA IMAIZUMI, FELIPE BALISTIERI SANTINELLI, FABIO AUGUSTO BARBIERI

A DICA VISUAL IMPLÍCITA, CARACTERIZADA POR SER UM ESTÍMULO PRESENTE NO AMBIENTE E QUE NECESSITA SER INTERPRETADA, PODE INFLUENCIAR NA TOMADA DE DECISÃO PARA O DESVIO DE UM OBSTÁCULO. ENTENDER COMO AS PESSOAS UTILIZAM A DICA IMPLÍCITA PARA DESVIAR DE UM OBSTÁCULO PODE MELHORAR O PLANEJAMENTO E OS AJUSTES MOTORES DURANTE A REALIZAÇÃO DA TAREFA. ASSIM, O OBJETIVO DESTE TRABALHO FOI INVESTIGAR A INFLUÊNCIA DA DICA VISUAL IMPLÍCITA NA TAREFA DE DESVIAR DE UM OBSTÁCULO DURANTE O ANDAR EM ADULTOS JOVENS. DOZE ADULTOS JOVENS (21,16±1,80 ANOS) COM PREDOMINÂNCIA DO LADO DOMINANTE DIREITO REALIZARAM O ESTUDO. OS PARTICIPANTES FORAM INSTRUÍDOS A PERMANECER COM OS OLHOS FECHADOS NA POSIÇÃO INICIAL E, APÓS O COMANDO PARA INICIAR A TENTATIVA DEVERIAM ABRIR OS OLHOS E CAMINHAR SOBRE UMA PASSARELA DE 8M DE COMPRIMENTO E 3M DE LARGURA E DESVIAR DE UM OBSTÁCULO COM DIMENSÕES DE 1,30 DE ALTURA E 0,30 DE DIÂMETRO POSICIONADO NO CENTRO DA PASSARELA. ANTES DE INICIAR A TENTATIVA, QUANDO O PARTICIPANTE ABRISSE OS OLHOS, PARA INDUZIR O LADO DE DESVIO, UM SINAL LUMINOSO FOI UTILIZADO NO CHÃO (APROXIMADAMENTE 1 SEGUNDO DISPONÍVEL). FORAM REALIZADAS 20 TENTATIVAS RANDOMIZADAS EM QUATRO CONDIÇÕES DIFERENTES: I) O PONTO LUMINOSO NÃO ESTAVA DISPONÍVEL NA TENTATIVA; II) O PONTO LUMINOSO FOI APRESENTADO DO LADO DOMINANTE DO PARTICIPANTE; II) O PONTO LUMINOSO FOI APRESENTADO DO LADO NÃO-DOMINANTE DO PARTICIPANTE E IV) LADO DOMINANTE COM ESPAÇO PARA DESVIO 12 CM MAIOR COMPARADO AO NÃO-DOMINANTE E PONTO LUMINOSO APRESENTADO NO LADO DOMINANTE DO PARTICIPANTE. PARA A AQUISIÇÃO DOS DADOS DO COM FOI UTILIZADO O SISTEMA VICON MOTION SYSTEM COM 8 CÂMERAS COM FREQUÊNCIA DE 100HZ E PARA O COMPORTAMENTO DO OLHAR FOI UTILIZADO O SISTEMA EYE TRACKER ASL MOBILE COM FREQUÊNCIA DE AQUISIÇÃO DE 60HZ. O TESTE DE WILCOXON FOI UTILIZADO PARA COMPARAÇÃO DO LADO DE DESVIO ENTRE AS CONDIÇÕES E A ANOVA ONE-WAY FOI UTILIZADA PARA A ANALISE DO CENTRO DE MASSA (COM) DURANTE AS FASES DE DESVIO: FASE INICIAL DO DESLOCAMENTO DO COM E A DISTÂNCIA PESSOAL, CARACTERIZADA PELA DISTÂNCIA MÉDIO-LATERAL DO INDIVIDUO EM RELAÇÃO AO OBSTÁCULO, ALÉM DO COMPORTAMENTO DO OLHAR ATRAVÉS DAS ÁREAS DE INTERESSE (OBSTÁCULO, LADO DIREITO E LADO ESQUERDO) MENSURANDO AS VARIÁVEIS: NÚMERO, DURAÇÃO E PORCENTAGEM DAS FIXAÇÕES, AGRUPADO POR VARIÁVEL ENTRE AS CONDIÇÕES. A ANÁLISE ESTATÍSTICA INDICOU DIFERENÇA DO COM APENAS NA CONDIÇÃO IPSILATERAL, ONDE OS PARTICIPANTES INICIARAM O DESVIO COM MAIOR ANTECEDÊNCIA NA NA CONDIÇÃO CONTRALATERAL (P<0,048). OS RESULTADOS SUGEREM QUE A DICA IMPLÍCITA DO PRESENTE ESTUDO NÃO FOI UM ESTÍMULO CAPAZ DE INDUZIR O LADO DE DESVIO DE UM OBSTÁCULO EM ADULTOS JOVENS.

Veja o artigo completo: PDF