Resumo Trabalho

TREINAMENTO CRÔNICO E ALTERAÇÕES BIOQUÍMICAS NO TECIDO CARDÍACO E SÉRICAS DE RATOS SUBMETIDOS A DIETA RICA EM CARBOIDRATOS.

Autor(es): PEDRO OCTAVIO BARBANERA, CRISTIANO ISRAEL CAETANO, JOSÉ FRANCISO LÓPEZ-GIL, FERNANDO RENATO CAVICHIOLLI

DURANTE AS ÚLTIMAS DÉCADAS, ESTUDOS RELACIONADOS ÀS ALTERAÇÕES METABÓLICAS GANHARAM IMPORTÂNCIA DEVIDO AOS MAUS HÁBITOS ALIMENTARES E SEDENTARISMO, VISTO QUE A ELEVADA INGESTÃO DE CARBOIDRATOS PODE ESTAR ASSOCIADA À DISLIPIDEMIA, ALTERAÇÃO NO METABOLISMO ENERGÉTICO NO TECIDO CARDÍACO. ASSIM, A PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR PARECE SER UMA ALTERNATIVA EFICAZ NO CONTROLE DESSAS ALTERAÇÕES. O OBJETIVO DESTE ESTUDO FOI DETERMINAR AS ALTERAÇÕES METABÓLICAS PROVOCADAS PELA DIETA RICA EM CARBOIDRATOS ALÉM DE EVIDENCIAR OS EFEITOS DA ATIVIDADE FÍSICA SOBRE PARÂMETROS BIOQUÍMICOS NO TECIDO CARDÍACO DE RATOS. O PROTOCOLO EXPERIMENTAL FOI APROVADO PELO COMITÊ DE ÉTICA E EXPERIMENTOS ANIMAIS DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE BOTUCATU/UNESP(421). OS ANIMAIS FORAM DIVIDIDOS EM GRUPOS(N=8): C CONSIDERADO CONTROLE, RECEBERAM RAÇÃO E ÁGUA AD LIBITUM; RS RECEBERAM RAÇÃO EM TEMPO RESTRITO E SOLUÇÃO DE SACAROSE 30% AD LIBITUM. OS ANIMAIS DE RS RECEBERAM A MESMA QUANTIDADE DE RAÇÃO INGERIDA POR C, OFERECIDA NUM TEMPO RESTRITO DE 2 HORAS DIÁRIAS. O GRUPO TR QUE RECEBERAM O MESMO TRATAMENTO QUE C E OS ANIMAIS DESTE GRUPO FORAM CONSIDERADOS EXERCITADOS E RS-TR RECEBERAM O MESMO TRATAMENTO QUE RS E FORAM CONSIDERADOS EXERCITADOS. A NATAÇÃO FOI UTILIZADA COMO ERGÔMETRO, COM INTENSIDADE DE TREINAMENTO MODERADA, DURANTE 8 SEMANAS. APÓS O PERÍODO EXPERIMENTAL, OS ANIMAIS FORAM EUTANAZIADOS E O SANGUE COLETADO PARA AS DETERMINAÇÕES DE LIPOPROTEÍNAS ALÉM DE AMOSTRA (200MG) DE TECIDO CARDÍACO PARA A DETERMINAÇÃO DA ATIVIDADE DA CITRATO SINTASE (NMOL/MGPT), β-HIDROXI-ACIL-COA DESIDROGENASE (NMOL/MGPT) E LACTATO DESIDROGENASE (NMOL/MGPT). A ATIVIDADE ENZIMÁTICA DA LACTATO DESIDROGENASE AUMENTOU NO MIOCÁRDIO DOS ANIMAIS PERTENCENTES AO GRUPO RS(4,38±0,79) E RS-TR(4,48±0,82), COMPARATIVAMENTE AO GRUPO C(3,05±0,61)(P<0.05). A ENZIMA CITRATO CINTASE DO GRUPO TR(7,67±2,00) NÃO DEMONSTRARAM SIGNIFICÂNCIA EM RELAÇÃO AO GRUPO C(8,29±1,90)(P>0.05), PORÉM ESTEVE ELEVADA NOS GRUPOS RS(15,81±3,10) E RS-TR (14,73±5,96) DIFERINDO ESTATISTICAMENTE. O GRUPO RS(70,22±17,79) APRESENTOU ATIVIDADE DA β-HIDROXIACIL-COA DESIDROGENASE ELEVADA EM RELAÇÃO AO GRUPO RS-TR(59,18±4,30), OS QUAIS NÃO DIFERIRAM ENTRE SI (P>0.05). OS GRUPOS RS-TR(70,40±3,00) E TR(84,13±9,80) APRESENTARAM MENOR CONCENTRAÇÃO SÉRICA DE COLESTEROL TOTAL (MG/DL) EM RELAÇÃO AO GRUPO C(151,10±13,76). QUANTO À CONCENTRAÇÃO DE HDL-COLESTEROL (MG/DL), NOTA-SE QUEDA SIGNIFICANTE PARA OS ANIMAIS PERTENCENTES AO GRUPO RS (23,74±3,00) EM RELAÇÃO AO GRUPO TR (40,98±5,24) E C (30,06±3,82). VERIFICA-SE QUE O MODELO DE EXERCÍCIO DIMINUIU A CONCENTRAÇÃO DE LIPOPROTEÍNA COMO LDL-COLESTEROL (MG/DL) NO GRUPO TR(21,14±6,10) EM RELAÇÃO AO GRUPO RS(68,45±22,58). POR FIM, O PROTOCOLO DE TREINAMENTO DE NATAÇÃO APRESENTOU INDICATIVOS DE EFICÁCIA NO CONTROLE DE MARCADORES DO METABOLISMO ENERGÉTICO, ALÉM DE ATENUAR OS EFEITOS DELETÉRIOS DA DIETA NA CORRENTE SANGUÍNEA.

Veja o artigo completo: PDF